Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9971
Título: República e Império em Sêneca.
Autor(es): Silva, Jéssica Honório de Oliveira
Orientador(es): Faversani, Fábio
Palavras-chave: Roma - antiguidade
Liberdade
Poder - filosofia
Data do documento: 2018
Membros da banca: Faversani, Fábio
Joly, Fábio Duarte
Guarinello, Norberto Luiz
Referência: SILVA, Jéssica Honório de Oliveira. República e Império em Sêneca. 2018. 114 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.
Resumo: Esta dissertação tem o objetivo de analisar a fronteira entre República e Império na obra de Sêneca, filósofo estoico do século I d.C., preceptor do imperador Nero, amicus principis e importante homem político da época. Por meio de seus textos De Clementia, De Beneficiis e Epistualae Morales ad Lucilium, buscamos investigar como Sêneca concebeu a ruptura entre a República e o Império. Para Sêneca, a consolidação do poder centralizado coloca-se como um instrumento de sustentação da Res Publica antes de ser sua destruição. O poder centralizado é, assim, entendido como um elemento de continuidade da Res Publica. Destacamos, além do poder centralizado, outra noção política, a liberdade. A liberdade é entendida, por Sêneca, nesse contexto, não como uma prerrogativa da República, mas como um exercício pouco provável, tanto no governo de muitos como no governo de um só. O poder centralizado não daria fim aos interesses públicos assim como a liberdade não seria totalmente realizada seja na República, seja no Império.
Resumo em outra língua: This dissertation aims to analyze the threshold between Republic and Empire in the works of Seneca, stoic philosopher of the first century AC, preceptor of the emperor Nero, amicus principis and important politician of his time. We seek to investigate how Seneca conceived the rupture between the Republic and the Empire by his texts, namely, De Clementia, De Beneficiis and Epistualae Morales ad Lucilium. Seneca sees the consolidation of centralized power as a sustenance apparatus of the Res Publica right before its collapse. Centralized power is thus understood as continuity factor of the Res Publica. We highlight, besides centralized power, another political notion, freedom. In this context, Seneca understands freedom not as prerogative of the Republic, but as an unlikely practice either in the rule of many or in the rule of one. Centralized power would not put an end to public interests; and freedom would not be fully accomplished neither in the Republic nor in the Empire.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9971
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 24/04/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPGHis - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_RepúblicaImpérioSêneca.pdf1,87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons