Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/8708
Título: Atividade reprodutiva de anuros em uma lagoa temporária em Campo Rupestre.
Autor(es): Moura, Filipe Rodrigues
Orientador(es): Pires, Maria Rita Silvério
Palavras-chave: Animais - reprodução
Fogo
Ecossistemas
Data do documento: 2016
Membros da banca: Pires, Maria Rita Silvério
Eterovick, Paula Cabral
Sant'Anna, Eneida Eskinazi
Referência: MOURA, Filipe Rodrigues. Atividade reprodutiva de anuros em uma lagoa temporária em Campo Rupestre. 2016. 82 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Resumo: A maioria das espécies de anfíbios anuros se agregam nas proximidades de corpos d´água para a reprodução em período quentes e chuvosos, podendo utilizar, para tanto, riachos, lagoas ou poças temporárias. Os ambientes temporários, mesmo limitados em extensão, podem oferecer condições para a reprodução de diferentes espécies de anuros ao longo de uma estação chuvosa. Entre os anuros são descritos diversos modos reprodutivos, o que implicam na dependência de determinados tipos de ambientes ou recursos. No presente estudo foi acompanhada durante semanas alternadas (04/11/2014 a 30/06/2015) a ocupação de anfíbios anuros em uma lagoa temporária e sua atividade reprodutiva ao longo de uma estação chuvosa. O objetivo do estudo foi identificar como esses utilizam os microambientes disponíveis e os fatores que determinam a sua ocupação. Esta lagoa está situada em uma área de campo rupestre (aproximadamente 1600 metros de altitude) e permanece seca no período de inverno. Foi registrado um total de nove espécies de anuros, nunca simultaneamente, sendo que a maior riqueza (seis espécies) foi observada no primeiro evento de cheia. Em função das variações na profundidade da lagoa três tendências de ocupação foram registradas: espécies que utilizam o ambientem apenas nas primeiras chuvas, espécies que são encontradas durante toda a estação chuvosa e aquela que inicia a atividade nas primeiras chuvas, tem uma pausa e retornam quando a lagoa abaixa seu nível. Leptodactylus jolyi só esteve em atividade quando a lagoa não se encontrava completamente cheia. Situação contrária foi observada para Scinax squalirostris, registrada exclusivamente em momentos de cheia da lagoa, próximo ao seu nível máximo. Phyllomedusa ayeaye esteve em atividade logo após a chegada das primeiras chuvas. Foi registrada grande diversidade de modos reprodutivos entre as espécies, o que pode ser interpretado como indício da heterogeneidade de microhabitat. A umidade relativa do ar influenciou negativamente a atividade de vocalização dos machos e a riqueza de anuros na lagoa. O número de machos vocalizando foi correlacionado às variações no nível da profundidade da lagoa. Essas variações promoveram o surgimento de diferentes microambientes, que foram utilizados como sítios de vocalização e nidificação pelos anuros. A diversidade de espécies no ambiente temporário foi favorecida pelas alterações nos microhabitat no espaço e no tempo, que diminui a competição pelos sítios de vocalização e nidificação das diferentes espécies.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/8708
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 24/08/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_AtividadeReprodutivaAnuros.pdf2,17 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons