Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7767
Título: O impacto da poluição sonora da atividade mineradora na defesa de território e personalidade do canário-da-terra (Sicalis flaveola, Linnaeus, 1766).
Autor(es): Passos, Marcela Fortes de Oliveira
Orientador(es): Azevedo, Cristiano Schetini de
Palavras-chave: Impacto ambiental
Pesquisa ornitológica
Data do documento: 2017
Membros da banca: Azevedo, Cristiano Schetini de
Duarte, Marina Henrique Lage
Fontenelle, Júlio César
Referência: PASSOS, Marcela Fortes de Oliveira. O impacto da poluição sonora da atividade mineradora na defesa de território e personalidade do canário-da-terra (Sicalis flaveola, Linnaeus, 1766). 2017. 25 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Resumo: Impactos da poluição sonora são cada vez mais reconhecidos como formas de degradação ambiental e como fonte de estresse físico e psicológico para os animais. Além dos efeitos individuais, o ruído pode atuar também em nível populacional, causando a diminuição ou extinção local das espécies. A produção mineral é uma importante atividade econômica mundial, sendo responsável pela geração e distribuição de matérias primas para inúmeros setores industriais. Apesar de sua grande importância para a economia, traz consigo inúmeros impactos associados inclusive impactos sonoros. O ruído de mineração, gerado principalmente pelo grande fluxo de máquinas e veículos, é uma importante fonte estressora para a fauna. A resposta ao ruído é muito variável entre os taxa, além de variar também entre sexo, idade, história de vida e personalidade individual. O objetivo do presente trabalho foi avaliar a influência do ruído de mineração sobre o comportamento de agressividade, exploração e personalidade dos canários-da-terra (Sicalis flaveola). Para isso, foram realizados dois testes: o primeiro teste de territorialidade-agressividade, que avaliou os níveis de agressividade na defesa de território dos canários quando expostos à três condições acústicas (ruído de mineração, ruído branco e ruído ambiente). O segundo teste de personalidade-exploração correlacionou os índices de agressividade obtidos no primeiro teste com índices de exploração de um ambiente novo, para gerar medidas sobre a personalidade individual dos machos. O ruído de mineração alterou os comportamentos territoriais dos canários-da-terra. Em ambientes ruidosos, os machos territoriais apresentaram menos comportamentos agressivos frente a machos intrusos. A exploração foi positivamente correlacionada à agressividade na ausêcia do ruído de mineração, entretanto, individualmente, nem todos os animais mais exploradores foram os mais agressivos. A exposição ao ruído afetou negativamente os comportamentos de defesa territorial dos canários-da-terra. Além disso, a personalidade dos canários foi influenciada pelos ruídos sonoros de mineração. Portanto, o ruído da mineração configura-se em mais um impacto ambiental promovido por esse tipo de atividade, fazendo-se necessário compreender os efeitos gerados por esse tipo de impacto em longo prazo nas populações de aves silvestres e no fitness dos indivíduos.
Resumo em outra língua: Impacts of noise pollution are increasingly recognized as a form of environmental degradation and as a source of physical and psychological stress for animals. In addition to individual effects, noise may also act at the population level, causing a local decrease or extinction of the species. Mining noise, mainly generated by the great flow of machines and vehicles in these areas, is an important source of stress for the fauna. Responses to noise are variable among taxa, and are influenced by sex, age, life history and individual personality. The aim of the present study was to evaluate how mining noise influences aggressive and exploratory behaviours of the saffron finch (Sicalis flaveola). We conducted two tests: the first test was territoriality-aggressiveness, and evaluated the levels of aggressiveness in the defence of birds’ territories when exposed to three sound conditions (mining noise, white noise, no noise). The second test was personality-exploration, and we correlated the aggressiveness indexes obtained in the first test with measures of exploration in a new environment to generate measures of individual personalities. Mining noise altered the territorial behaviour of the canaries. In noisy environments, territorial males exhibited less aggressive behaviours towards intruders. The exploration was positively correlated with the aggressiveness in the absence of mining noise, however, individually, not all explorers were also the most aggressive ones. Thus, exposure to mining noise negatively affected territorial behaviours of canaries, and the canaries’ personalities were in part influenced by mining noise. Therefore, mining noise configured to be another important environmental impact to wildlife, and to understand the effects generated by this type of impact in the long term upon wildlife and on individual fitness are necessary to avoid biodiversity losses.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7767
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 08/05/2017, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_ImpactoPoluiçãoSonora.pdf1,54 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons