Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6366
Título: “Nada passa, nada expira” : a (re)invenção da memória em o vendedor de passados, de José Eduardo Agualusa.
Autor(es): Costa, Maria Emília Magalhães Martins da
Orientador(es): Perpétua, Elzira Divina
Palavras-chave: Memória
Literatura africana
Data do documento: 2014
Referência: COSTA, Maria Emília Magalhães Martins da. “Nada passa, nada expira” : a (re)invenção da memória em o vendedor de passados, de José Eduardo Agualusa. 2014. 97f. Dissertação ( Mestrado em em Letras) - Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2014.
Resumo: Nesta dissertação analisamos o romance O vendedor de passados, do escritor angolano José Eduardo Agualusa (2004), uma narrativa que une a história do protagonista Félix Ventura, um negro albino, mercador de memórias, e do narrador Eulálio, uma osga em sua terceira encarnação, à de um país pós-colonizado com uma sociedade emergente, ávida por ancestrais renomados. A partir da ligação entre ficção e história, a historiografia angolana surge como um dos motes da obra, sob o viés ficcional, recontando fatos e ao mesmo tempo criando outros. Neste sentido, O vendedor de passados é lido como metaficção historiográfica, termo utilizado para designar narrativas ficcionais que se apropriam da realidade histórica na construção do enredo. Percorrendo também os campos da formação identitária, a partir da leitura dos processos históricos pelos quais passou Angola, a análise transita pelos caminhos dos estudos culturais e da topoanálise na abordagem do espaço romanesco. Com o objetivo de verificar o modo como ocorre a (re)invenção da memória no romance, lançamos mão de conceitos que contemplam diversos vieses dos estudos da memória, como o da memória coletiva e da memória cultural, enquanto o conceito freudiano de duplo foi o principal apoio teórico na análise da constituição dos personagens do romance. ______________________________________________________________________________________
ABSTRACT: This Master thesis investigate the novel O vendedor de passados, written by the Angolan author José Eduardo Agualusa (2004). This narrative unites the story of the protagonist Félix Ventura, an albino African that sells memories, and the story of the narrator Eulálio, a gecko in its third incarnation, to the story of a post-colonized country with an emerging society eager for renowned ancestors. From the interrelation between fiction and history, the Angolan historiography emerges as a theme, following a fictional orientation, retelling facts and at the same time creating new ones. In this sense, O vendedor de passados is read as a historiographical metafiction, term used to indicate fictional narratives that appropriates historical reality for the plot construction. This work covers the fields of construction of identity, based on the reading of historical processes whereby Angola has been through, the analyses encompasses the cultural studies and the topoanalysis approach when exploring the novelistic space. Aiming to verify the way that the (re)invention of memory occurs in the novel, concepts related to memory studies from different perspectives have been used, such as collective memory and cultural memory, while the Freudian concept of double was the main theoretical basis when analyzing the constitution of the novel’s characters.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6366
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 21/03/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPL - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_NadaPassaNada.pdf975,56 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.