Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3017
Título: Aspectos da biologia de Melipona quinquefasciata Lepeletier (Mandaçaia do chão), características físico-químicas do mel, recursos alimentares e leveduras associadas.
Autor(es): Calaça, Paula de Souza São Thiago
Orientador(es): Itabaiana, Yasmine Antonini
Palavras-chave: Abelha
Pólen
Melipona
Mel
Leveduras
Biologia floral
Data do documento: 2011
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: CALAÇA, P. de S. S. T. Aspectos da biologia de Melipona quinquefasciata Lepeletier (Mandaçaia do chão), características físico-químicas do mel, recursos alimentares e leveduras associadas. 2011. 107f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2011.
Resumo: Os meliponíneos constituem um grupo de abelhas eussociais bem diversificado que ocorre principalmente em países da região Tropical. Melipona quinquefasciata pertence a este grupo e ocorre na parte sul do Estado do Ceará, na Bahia, Piauí, Pernambuco, sul do Estado do Espírito Santo até o Rio Grande do Sul. Conhecida como mandaçaia-do-chão, a espécie diferencia-se das demais do gênero por nidificar no subsolo. O estudo foi desenvolvido no Parque Estadual Veredas do Peruaçú, uma área de Cerrado no norte de Minas Gerais. O objetivo deste trabalho foi descrever a biologia da nidificação de Melipona quinquefasciata por meio da avaliação dos recursos florais utilizados, caracterizar as propriedades físico-químicas do mel e verificar a diversidade e a abundância de leveduras associadas à espécie. A técnica de transferência dos ninhos naturais para caixas de criação racional modelo Uberlândia obteve sucesso e pode ser utilizada para o manejo desta espécie. Melipona quinquefasciata mostrou-se uma espécie generalista, porém com preferência por determinadas famílias e espécies botânicas. As principais fontes de néctar foram: Anacardiaceae (Anacardium cf. humile), Fabaceae (Copaifera sp., Mimosa cf. arenosa), Melastomataceae (Mouriri pusa, Macairea radula), Ochnaceae (Ouratea sp.), Polygalaceae (Bredemeyera barbeyana) e Sapindaceae (Cupania paniculata). As principais fontes de pólen foram: Fabaceae (Copaifera sp., Mimosa cf. arenosa), Myrtaceae (Eugenia dysenterica) e Ochnaceae (Ouratea sp.). As propriedades físico-químicas do mel de M. quinquefasciata foram similares aos méis de outras espécies de Melipona, com 28,02% de umidade, 73,93% de açúcares redutores, 0,94% de sacarose aparente, 6,45 UI de atividade de invertase, 44,61 meq.kg -1 de acidez livre, e 3,70 de pH. O número médio de leveduras no saburá foi de 6,0x10 3 ufc/g, no mel maduro foi de 6,0x10 2 ufc/mL e no mel imaturo foi de 8,4x10 3 ufc/mL. A contagem de leveduras foi maior em amostras de mel imaturo, em todas as três coletas o que evidencia que a abundância e a diversidade de leveduras diminuem, na medida em que ocorre o processo de maturação do mel. A espécie Candida sp. MUCL 45721, uma espécie para a qual ainda não foi feita descrição taxonômica, foi a mais freqüente nas amostras. A maior diversidade de leveduras esteve associada ao corpo das abelhas adultas e dentre estas, muitas são características do filoplano de plantas e do néctar de flores. M. quinquefasciata tem papel de vetor na distribuição de microrganismos entre plantas. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: Meliponins designate a group of eussocial bees that occurs mainly in Neotropics. Melipona quinquefasciata is a species belonging to this group, and in Brazil occurs in Southern border of Ceará, in Bahia, Piauí, Pernambuco, and from southern Espírito Santo State, to Rio Grande do Sul. Its underground nesting habit is one of the main differences of this species for others Melipona. The aim of this study was to describe the biology of M. quinquefasciata nests, by investigating its floral resources throughout the year in the Parque Estadual Veredas do Peruaçú, a Cerrado area located in the northern Minas Gerais State; to characterize honey´s physicochemical properties, and verify abundance and diversity of yeasts living associated to species nest. The transference of original nests to rational Uberlandia boxes was successful, once nests survived for a long time, and can be used in developing techniques for managing the species. Melipona quinquefasciata is generalist in the use of floral resources, although showed a preference for some families and plant species. Its main nectar sources were: Anacardiaceae (Anacardium cf. humile), Fabaceae (Copaifera sp., Mimosa cf. arenosa), Melastomataceae (Mouriri pusa, Macairea radula), Ochnaceae (Ouratea sp.), Polygalaceae (Bredemeyera barbeyana) e Sapindaceae (Cupania paniculata). The main pollen sources were: Fabaceae (Copaifera sp., Mimosa cf. arenosa), Myrtaceae (Eugenia dysenterica) e Ochnaceae (Ouratea sp.). Physicochemical properties of M. quinquefasciata honey, were similar to other Melipona honeys, and presented 28,02% humidity, 73,93% of reducing sugars, 0,94% of sucrose, 6,45 UI invertase activity, 44,61 meq.kg -1 of free acidity, and 3,70 of pH. The mean number of yeast cells in saburá was 6,0x10 3 ufc/g, in mature honey was 6,0x10 2 ufc/mL and in fresh honey was 8,4x10 3 ufc/mL. The number of yeast cells was higher in unripe honey than in ripe honey, and that indicates that abundance and diversity of yeasts decreases during honey ripeness. The species Candida sp. MUCL 45721, wich has not yet been formally described, was the prevalent species in samples. Adult bees showed higher diversity than honey or saburá samples, and many species associated to bee body are found in phylloplane or in flower nectar, so M. quinquefasciata can be considered a vector of yeasts among plant species.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3017
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_AspectosBiologiaMelipona.pdf10,94 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.