Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2978
Título: Aptidão reprodutiva e estrutura de um candeial com elevada mortalidade.
Autor(es): Campos, Núbia Ribeiro
Orientador(es): Ribeiro, Sérvio Pontes
Palavras-chave: Florestas
Floresta Atlântica
Dinâmica florestal - mortalidade arbórea
Floresta - floresta secundária
Floresta - monodominância
Data do documento: 2012
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: CAMPOS, N. R. Aptidão reprodutiva e estrutura de um candeial com elevada mortalidade. 2012. 90f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2012.
Resumo: Investigamos as características reprodutivas e a herbivoria em duas populações de E. erythropappus, uma com alta mortalidade e um controle, em uma floresta montana do sudeste do Brasil. Esperamos que a população em declínio apresente menor aptidão e maior vulnerabilidade a herbivoria do que a população resistente. Foram marcadas aleatoriamente e monitoradas 20 árvores por população de 2009 a 2011, nas quais foram mensuradas características da arquitetura copa, produção de flores, conversão em aquênios e área foliar perdida por herbívoros mastigadores. A presença de embrião foi verificada por testes de raios-X e testes de germinação foram realizados. Os indivíduos da população em declínio foram em média maiores em diâmetro do tronco em relação a população resistente, o que explicou as diferenças nas características reprodutivas. No entanto, ambas as populações apresentaram proporções equivalentes de aquênios com embriões. A população em declínio apresentou taxas de herbivoria semelhantes a população resistente em 2009, e significativamente menor em 2011. A herbivoria registrada foi inferior a 3% de área foliar perdida, que é muito baixo para os trópicos. As taxas de mortalidade observadas recentemente não apresentaram efeitos significativos na reprodução e poderá facilitar uma nova geração, devido a luz disponível no subosque e aos indivíduos remanescentes que estão reproduzindo ativamente. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: We investigated the reproductive effort and herbivory of Eremanthus erythropappus in a montane forest of southeast Brazil, comparing a population under high tree mortality and a control. We expected the declining population to present lower fitness and be more vulnerable herbivores than the resistant population. We randomly marked and monitored 20 trees per each population from 2009 to 2011, and measured crown architecture traits, flower production, conversion into achene and leaf area lost by chewing herbivores. The presence of embryo was verified by X-ray tests, and achene germination was tested. Individuals from declining population were in average larger in trunk diameter than those from the resistant population, which was main explanatory factor for all reproductive traits. However, both populations had equivalent proportions of achenes with embryos. The declining population had similar herbivory rates to the resistant one in 2009, and significantly lower in 2011. The recorded herbivory was below 3% of leaf area lost, which is very low for the tropics. The mortality rates recently observed did not show significant effects in reproduction and could facilitate the establishment of the new generation, since there is understory light available and remained individuals are still reproducing actively.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2978
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISERTAÇÃO_AptidãoReprodutivaEstrutura.pdf2,01 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.