Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/2429
Title: O cego e o coxo : crítica e retórica nas dissertações históricas da Academia Brasílica dos Esquecidos (1724-1725).
Authors: Silveira, Pedro Telles da
metadata.dc.contributor.advisor: Nicolazzi, Fernando Felizardo
Keywords: História moderna
Historiografia
Retórica
Brasil - história - período colonial, 1500-1822
Issue Date: 2012
Publisher: Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SILVEIRA, P. T. da. O cego e o coxo : crítica e retórica nas dissertações históricas da Academia Brasílica dos Esquecidos (1724-1725) . 2012. 235 f. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2012.
Abstract: O presente trabalho tem como objetivo estudar as relações entre procedimentos críticos e retóricos na confecção das dissertações históricas da Academia Brasílica dos Esquecidos. A Academia dos Esquecidos foi uma agremiação letrada formada na Bahia em março de 1724, realizando dezoito conferências até fevereiro de 1725. Apesar do curto tempo de existência, ela deixou um grande volume de escritos, dos quais este estudo prioriza as dissertações. Estes textos procuravam debater e solucionar pontos duvidosos acerca da história brasílica. Procura-se aqui estudar as dissertações tanto como resultado das especificidades da produção letrada na Bahia colonial e no Império português quanto como fruto dos debates historiográficos da passagem do século XVII para o XVIII. Nesse sentido, este trabalho centra sua atenção, primeiro, nas condições da produção historiográfica no contexto luso-brasílico; depois, na tensão entre modelos retóricos e eruditos na escrita da história; por fim, na interação entre crítica, método histórico e retórica naquele conturbado contexto. Este estudo pretende ser uma pequena contribuição tanto ao estudo da produção discursiva e literária no Brasil colônia quanto ao entendimento da historiografia na Idade Moderna.
metadata.dc.description.abstracten: The following work aims at studying the relationship between rhetorical and critical procedures in the making of the historical dissertations written by the members ot the Academia Brasílica dos Esquecidos. The Academia dos Esquecidos was a society composed by men of letters established in Bahia in March 1724 and whose eighteenth and last conference took place at February 1725. Even though it existed for only a brief period of time, the Academia left a large body of work, of which this study took as its main object its historical dissertations. These texts sought to discuss and ascertain a right knowledge about doubtful aspects of Brazilian history. The present work looks at the dissertations as result both of the specific conditions of discursive production at colonial Bahia and the Portuguese empire and as an outcome of the broad historical debates occurring during the transition from the sixteenth to the seventeenth centuries. Doing so, it centers its attention, firstly, at the possibilities and limitations of the historical study in the luso-brazilian context; secondly, at the tension between rhetorical and scholarly models of historical writing; lastly, on the interaction between criticism, historical method and rhetoric present at that convulsion context. This work aims at being a small contribution not only to the study of discursive and literary production in colonial Brazil but also to the understanding of early modern historiography.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2429
Appears in Collections:PPGHis - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_CegoCoxoCrítica.pdf1,62 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.