Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/8276
Title: A influência do exercício físico em parâmetros cardiovasculares e ingestivos de animais com hipertensão renovascular (2R1C).
Authors: Silva, Marcone Rodrigues da
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Lisandra Brandino de
Cardoso, Leonardo Máximo
Keywords: Hipertensão renovascular
Esforço físico
Prevenção de doenças
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Oliveira, Lisandra Brandino de
Oliveira, Lenice Kappes Becker
Guimarães, Andrea Grabe
Citation: SILVA, Marcone Rodrigues da. A influência do exercício físico em parâmetros cardiovasculares e ingestivos de animais com hipertensão renovascular (2R1C). 2017. 81 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: O objetivo deste trabalho foi avaliar os efeitos do exercício físico, sobre os parâmetros cardiovasculares e ingestivos durante o desenvolvimento da hipertensão renovascular 2R1C. Ratos Fischer com 180-200 g após adaptação ao meio aquático foram submetidos ao teste de carga até exaustão. 24h depois realizou-se a cirurgia fictícia e a de hipertensão renovascular 2R1C e, em seguida foram divididos nos grupos normotenso sedentário (NS), normotenso treinado (NT), hipertenso sedentário (HS) e hipertenso treinado (HT). Ao final de 4 semanas, foram submetidos a canulação e registrados após 48h. Avaliaram-se ao final da 4ª semana os parâmetros cardiovasculares basais, os reflexos cardiovasculares; a frequência cardíaca intrínseca; o peso; a ingestão de água, ração e o volume urinário. Animais HS, apresentam menor tempo até exaustão, ganho de peso corporal, peso corporal total, ingerem menor quantidade de ração, maior volume de água e excretam maior volume urinário; apresentam maiores níveis pressóricos basais e FC; maior FCI (HS: 429±3mmHg vs NS: 401±3mmHg); maior banda LF; menor HF e maior relação LF/HF. Além disso, menores respostas bradicardicas e taquicardicas. Ao final da 4ª semana animais HT aumentaram o tempo no teste até exaustão; reestabeleceram o ganho de peso corporal; aumentaram a ingestão de ração e de água; reduziram os parâmetros cardiovasculares basais, reduziram FCI de animais HT e NT (HT: 362±31 mmHg vs HS: 429±3 mmHg; NT: 361±7 mmHg vs NS: 401±3 mmHg); reduziram banda LF e aumentou a HF da variabilidade do intervalo sistólico; reduziu a relação de LF/HF; aumentou a sensibilidade bradicardica (HT: 0,17±0,006 ms/mmHg vs HS: 0,04±0,002 ms/mmHg; NT: 0,19±0,009 ms/mmHg vs NS: 0,13±0,012 ms/mmHg) e taquicárdicas (HT: 0,26±0,02 ms/mmHg vs NT: 0,2±0,01ms/mmHg) e (HT: 0,26±0,02 ms/mmHg vs HS: 0,06±0,008 ms/mmHg). Conclui-se que a hipertensão renovascular 2R1C compromete os parâmetros cardiovasculares e ingestivos e que o exercício físico melhora os mesmos.
metadata.dc.description.abstracten: The objective of this study was to evaluate the effects of physical exercise on cardiovascular and ingestive parameters during the development of renovascular hypertension 2R1C. Fischer rats with 180-200 g after adaptation to the aquatic environment were submitted to the load test until exhaustion. 24 h later, the fictive surgery and the renovascular hypertension 2R1C were performed and then divided into the sedentary normotensive (NS), trained normotensive (NT), sedentary hypertensive (HS) and trained hypertension (HT) groups. At the end of 4 weeks, they were submitted to cannulation and recorded after 48h. The baseline cardiovascular parameters, the cardiovascular reflexes, were evaluated at the end of the 4th week; intrinsic heart rate; the weight; the intake of water, feed and urinary volume. HS animals present less time to exhaustion, gain of body weight, total body weight, ingest less amount of feed, higher volume of water and excrete greater urinary volume; Have higher basal blood pressure and HR; Higher FCI (HS: 429 ± 3mmHg vs. NS: 401 ± 3mmHg); Larger LF band; Lower HF and higher LF / HF ratio. In addition, minor bradycardic and tachycardic responses. At the end of the 4th week HT animals increased the test time until exhaustion; Reestablished body weight gain; Increased feed and water intake; Reduced baseline cardiovascular parameters, reduced IGF of HT and NT animals (HT: 362 ± 31 mmHg vs HS: 429 ± 3 mmHg; NT: 361 ± 7 mmHg vs. NS: 401 ± 3 mmHg); Reduced LF band and increased HF of systolic interval variability; Reduced LF / HF ratio; Increased the bradycardic sensitivity (HT: 0.17 ± 0.006 ms / mmHg vs HS: 0.04 ± 0.002 ms / mmHg; NT: 0.19 ± 0.009 ms / mmHg vs NS: 0.13 ± 0.012 ms / mmHg); Tachycardia (HT: 0.26 ± 0.02 ms / mmHg vs NT: 0.2 ± 0.01ms / mmHg) and (HT: 0.26 ± 0.02 ms / mmHg vs HS: 0.06 ± 0.008 ms / mmHg). It was concluded that renovascular hypertension 2R1C compromises the cardiovascular and ingestive parameters and that physical exercise improves them.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/8276
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 07/07/2017, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_InfluênciaExercícioFísico.pdf991,83 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons