Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3979
Title: Ensinando geometria espacial para alunas surdas de uma escola pública de Belo Horizonte (MG) : um estudo fundamentado na perspectiva histórico cultural.
Authors: Rocha, Fernanda Bittencourt Menezes
metadata.dc.contributor.advisor: Kawasaki, Teresinha Fumi
Keywords: Matemática - estudo e ensino
Geometria
Surdos - educação
Issue Date: 2014
Citation: ROCHA, F. B. M. Ensinando geometria espacial para alunas surdas de uma escola pública de Belo Horizonte (MG) : um estudo fundamentado na perspectiva histórico cultural. 2014. 199 f. Dissertação (Mestrado em Educação Matemática) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2014.
Abstract: Este trabalho teve por objetivo procurar entender como o uso de recursos didáticos, como os materiais manipulativos − utilizados por alunas surdas do 9º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Belo Horizonte, em aulas em que fossem estimuladas ao diálogo através de questionamentos − favorecem a aprendizagem de Geometria Espacial quanto à ampliação do vocabulário em Língua de Sinais e o português escrito. Participaram da pesquisa quatro alunas surdas com idade entre quatorze e dezoito anos de uma escola pública municipal de Belo Horizonte de uma turma exclusiva de alunas surdas. Observei de que modo elas utilizaram e manipularam os materiais que foram a elas disponibilizados em tempo integral, ao longo de todo o processo, em uma sala ambiente de Matemática e como se comunicaram durante as atividades planejadas para abordar conceitos básicos da Geometria Espacial. Como aporte teórico foram utilizados os Estudos Surdos e conceitos da teoria Histórico-Cultural de Vygotsky, como mediação, zona de desenvolvimento proximal, formação de conceitos e defectologia. Nessa perspectiva, os materiais manipulativos foram pensados como ferramentas de mediação da aprendizagem e estavam disponíveis, durante todo o tempo para as alunas. Acrescenta-se ainda que, ao longo do processo, cópias desses materiais foram manufaturadas pelas próprias alunas. A pesquisa de cunho qualitativo teve como instrumentos de coleta de dados o diário de campo, entrevistas semiestruturadas, questionário e gravações em vídeo. As atividades planejadas para a pesquisa foram realizadas em quatorze aulas, totalizando dezenove horas. O trabalho com os materiais manipulativos e as aulas em que estimulei diálogos através de perguntas e respostas apontou possibilidades significativas para a aprendizagem das alunas. Pude observar as respostas satisfatórias das discentes participantes em relação aos conceitos de Geometria Espacial trabalhados, estabelecendo, negociando e compartilhando sinais em Libras de termos matemáticos, sendo que alguns foram por elas criados ao longo do processo.
metadata.dc.description.abstracten: This study aimed at comprehending how the use of manipulative, virtual and others teaching resources, used by deaf students throughout dialogued math classes could assist their learning of basic concepts of spatial geometry. I focused specially on observing the use and possible expansion of their vocabulary in Sign Language and practice of written Portuguese. Participants were four deaf girl students between the ages of fourteen and eighteen; they attend a deaf student exclusive group, in a public school at Belo Horizonte city, in the state of Minas Gerais, Brazil. I observed how these students used and manipulated the manipulative materials that were available to them full time throughout the process in a math ambient classroom, and how they communicated among themselves during the activities in order to address basic concepts of spatial geometry. This study is theoretically based on Deaf Studies and concepts of the Historical-Cultural theory of Vygotsky (e.g.; mediation, zone of proximal development and concept formation). Through the lenses of this perspective, manipulative materials were thought as mediating learning tools, which were available to the students all the time. Still, throughout the process, copies of these materials were manufactured by the students themselves. This qualitative research had as instruments for data collection notes on field diary, semi-structured interviews, questionnaires and video recordings. The activities were held in fourteen classes, totaling nineteen hours. This study lightened significant possibilities for the teaching and learning processes of these students. I observed satisfactory performance of the participating students, with the students establishing, negotiating and sharing signs that have been created throughout the process for the mathematical terms learned in the activities.
Description: Programa de Pós-Graduação em Educação Matemática. Departamento de Matemática, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3979
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 29/10/2014, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 3.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Appears in Collections:PPGEDMAT - Mestrado profissional (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_EnsinandoGeometriaEspacial.pdf6,38 MBAdobe PDFView/Open
PRODUTO_EnsinandoGeometriaEspacial.pdf2,76 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons