Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3163
Title: Avaliação dos efeitos do extrato de casca de uva e do flavonóide crisina em modelos de hipertensão em ratos.
Authors: Vasconcelos, Leonardo Henrique
metadata.dc.contributor.advisor: Nagem, Tanus Jorge
Oliveira, Tânia Toledo de
Keywords: Flavonóides
Hipertensão
Óxido nítrico
Rato como animal de laboratório
Issue Date: 2011
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Ciências Farmacêuticas. CIPHARMA, Escola de Farmácia, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: VASCONCELOS, L. H. Avaliação dos efeitos do extrato de casca de Uva e do flavonóide crisina em modelos de hipertensão em ratos. 2011. 113 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Farmacêuticas) - Escola de Fármacia,Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2011.
Abstract: A hipertensão arterial sistêmica é a mais frequente das doenças cardiovasculares. É também o principal fator de risco para as complicações mais comuns como acidente vascular cerebral e infarto agudo do miocárdio, além da doença renal crônica terminal. No Brasil são cerca de 17 milhões de portadores de hipertensão arterial, 35% da população de 40 anos e mais. A hipertensão arterial apresenta custos médicos e socioeconômicos elevados. Neste trabalho investigou-se o efeito da tintura da casca da uva Vitis labrusca L. var. Isabel e do flavonóide crisina em ratos com hipertensão induzida com metodologia utilizada na prática clínica para medida da pressão. Os animais utilizados foram fornecidos pelo Biotério do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Viçosa, sendo 66 ratos da raça Wistar, machos, peso entre 210-250 g, divididos em onze grupos, sendo um grupo de animais sadios, um grupo de animais doente sem tratamento, três grupos que receberam três doses de tintura das cascas da uva, outros três com doses de crisina e mais três com doses de losartan. Os animais foram induzidos com 60 mg/kg de L-NAME por via intraperitoneal durante 7 dias e então tratados por 21 dias. A pressão arterial e os parâmetros sanguíneos proteína, albumina, cálcio, ferro, magnésio, fosfato, HDL, colesterol, triglicerídeos e glicose foram analisados ao final do tratamento. Os dados foram analisados pelo teste de ANOVA, seguido pelo teste de Tukey e Dunnet. Os teste de Dunnet foram realizados para o grupo de animais sadios como base de comparação e também para o grupo dos animais doentes não tratados. Os valores para os íons investigados cálcio, ferro, magnésio e fosfato indicam que o metabolismo das células endoteliais é afetado pelo tratamento com o indutor L-NAME e pelos tratamentos com a tintura e a crisina, sendo observado que os valores seguem as necessidades impostas a cada grupo. Os valores de HDL, colesterol, triglicerídeos e glicose mostram um quadro em que os valores de colesterol elevados deve ser consequência da deficiência de NO e dos danos vasculares resultantes do desequilíbrio na homeostase do sistema vascular. Os resultados encontrados para a aferição da pressão arterial sistólica, conforme a prática clínica, mostram que os tratamentos com tintura de uva foram os mais eficientes, até mesmo que os tratamentos com losartan, medicamento de uso aprovado. Os resultados do tratamento com crisina também foram efetivos, embora um pouco abaixo do que o tratamento com losartan.
metadata.dc.description.abstracten: Hypertension is the most common cardiovascular diseases. It is also the main risk factor for the most common complications such as stroke and myocardial infarction, and chronic renal disease. In Brazil there are about 17 million hypertensive patients, 35% of the population 40 years and more. Hypertension has high medical and socioeconomic costs. In this study we investigated the effect of the dye from the bark of grape Vitis labrusca var. Isabel and the flavonoid chrysin in rats with hypertension induced with the methodology used in clinical practice for pressure measurement. The animals used were supplied by Biotério do Centro de Ciências da Saúde da Universidade Federal de Viçosa, 66 Wistar rats, male, weighing 210-250 g were divided into eleven groups, one group of healthy animals, a group of sick animals without treatment, three groups receiving three doses of tincture of the grape skins, three doses of chrysin and three doses of losartan. The animals were induced with 60 mg / kg L-NAME intraperitoneally for 7 days and then treated for 21 days. Blood pressure and blood parameters protein, albumin, calcium, iron, magnesium, phosphate, HDL cholesterol, triglycerides and glucose were analyzed after the treatment. Data were analyzed by ANOVA followed by Tukey and Dunnet. The Dunnett test were performed for the group of healthy animals as a basis for comparison and also for the group of untreated animals. The values for the ions investigated calcium, iron, magnesium and phosphate indicate that the metabolism of endothelial cells is affected by treatment with the inducer L-NAME and by treatments with dye and chrysin, and we observed that the values follow the requirements imposed on individual group. The levels of HDL cholesterol, triglycerides and glucose showed a picture in which high cholesterol levels may be due to deficiency of NO and vascular damage resulting from the imbalance in the homeostasis of the vascular system. The results for the measurement of systolic blood pressure, according to clinical practice, show that treatment with tincture of grape were the most efficient, even that treatment with losartan, a medication approved for use. The results of treatment with chrysin were also effective, although slightly lower than treatment with losartan.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3163
Appears in Collections:CIPHARMA - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoEfeitosExtrato.pdf3,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.