Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2274
Title: Distribuição de mercúrio e arsênio nos sedimentos da área afetada por garimpo de ouro – Rio Gualaxo do Norte, Mariana, MG.
Authors: Rhodes, Valdilene da Penha
metadata.dc.contributor.advisor: Lena, Jorge Carvalho de
Keywords: Sedimentos
Mercúrio
Arsênio
Ouro - garimpagem
Rio Gualaxo do Norte - Mariana - MG
Issue Date: 2010
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Evolução Crustal e Recursos Naturais. Departamento de Geologia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: RHODES, V. da P. Distribuição de mercúrio e arsênio nos sedimentos da área afetada por garimpo de ouro – Rio Gualaxo do Norte, Mariana, MG. 2010. 93 f. Dissertação (Mestrado em Evolução Crustal e Recursos Naturais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Abstract: O estado de Minas Gerais, principalmente em áreas do Quadrilátero Ferrífero, é tradicionalmente conhecido por atividades de extração mineral como ferro, manganês, pedras preciosas e ouro. Essa última constitui uma importante fonte de elementos traço, já que as associações minerais presentes nesses depósitos auríferos são ricos em minerais sulfetados principalmente os que contêm arsênio (arsenopirita e pirita). Na região do rio Gualaxo do Norte, foco desse estudo, atividades de extração de ouro são comuns na forma de garimpos. Nesses garimpos utilizam-se desde técnicas rudimentares até equipamentos mais modernos, como dragas e bombas, além da utilização do mercúrio para a amalgamação do ouro. Tal atividade, face às suas peculiaridades, implica nas alterações das condições ambientais, com intensidade e diversidade de efeitos, cujos riscos nem sempre se restringem aos limites da área de trabalho. Com o objetivo de avaliar os impactos da mineração de ouro na qualidade da água e do sedimento no rio Gualaxo do Norte, foram realizadas duas campanhas de amostragens (período seco e período chuvoso). As análises incluíram determinação de Hg e As, além de outros elementos traço e maiores (Al, Ba, Ca, Co, Cr, Cu, Fe, K, Li, Mg, Mn, Na, Ni, P, Sr, Th, Ti, V, Y, Zn e Zr) em amostras de sedimentos com granulometria menor que 63 μm e determinação de alguns parâmetros físico-químicos (pH, Eh, condutividade elétrica, sólidos totais dissolvidos e temperatura) e elementos traço e maiores (Hg, As,Al, Ba, Ca, Co, Cr, Cu, Fe, K, Li, Mg, Mn, Na, Ni, P, Sr, Th, Ti, V, Y, Zn e Zr) para as amostras de água. Os resultados da análise revelam que apesar da atividade garimpeira ter diminuído na região do rio Gualaxo do Norte, as amostras de sedimentos do rio ainda apresentam teores consideráveis de mercúrio (0,14 – 0,53 mg/kg) e arsênio (8,6 – 82,4 mg/kg). Esses resultados quando comparados com os teores obtidos nas amostras dos tributários do rio Gualaxo do Norte mostram a influência do garimpo de ouro na contaminação do sedimento do mesmo rio. Os outros metais e metaloides analisados nos sedimentos apresentaram variações ao longo do rio Gualaxo do Norte em ambas as amostragens. Os valores obtidos para Hg, As ,Cr, Cu, Ni, Pb e Zn foram comparados com os valores-guia de qualidade dos sedimentos (VGQS) internacionais adotando-se os valores TEL/PEL. O arsênio ultrapassou os valores estabelecidos do PEL em todos os pontos dentro do rio Gualaxo do Norte, sendo que os outros elementos violaram os valores estabelecidos em apenas alguns pontos. Os resultados da análise química da água não apresentaram valores consideráveis preocupantes para Hg e As. Para os outros metais e metaloides analisados, observou-se que para a maioria dos elementos as concentrações obtidas apresentaram valores inferiores aos valores máximos permitidos pelo CONAMA para águas Classe I e II, mostrando que apesar dos sedimentos apresentarem altos teores para alguns elementos, eles não estão sendo disponibilizados para o meio aquoso.
metadata.dc.description.abstracten: The state of Minas Gerais, specially in Iron Quadrangle’s areas, is traditionally known for mineral extraction activities as iron, manganese and gold. The latter is an important source of trace elements, as the associations minerals present in these gold deposits are rich in sulfide minerals especially those containing arsenic (arsenopyrite and pyrite). In the region of the Gualaxo do Norte River, focus of this study, activities of gold mining are common in artisanal gold mining (garimpos). The garimpeiros (gold prospectors) make use of rudimentary and inadequate mining equipment and methods, employing Hg for the extraction of gold from the ore by amalgamation. Such activity, due to its peculiarities, requires changes in environmental conditions, intensity and diversity of effects, whose risks are not always, confined to the limits of the region this study. Aiming to assess the impacts of artisanal gold mining on the water and sediment quality of Gualaxo do Norte River, were carried out two samples (dry and rainy season). The chemical analyses included the determination of Hg and As concentration besides other trace and major elements (Al, Ba, Ca, Co, Cr, Cu, Fe, K, Li, Mg, Mn, Na, Ni, P, Sr, Th, Ti, V, Y, Zn e Zr) in sediment samples with granulometry lower than 63 μm. It also included the determination of physical chemical parameters (pH, Eh, electrical conductivity, total dissolved solids and temperature) and trace and major elements (Hg, As,Al, Ba, Ca, Co, Cr, Cu, Fe, K, Li, Mg, Mn, Na, Ni, P, Sr, Th, Ti, V, Y, Zn e Zr) in water samples. Test results show that despite the mining activity has declined in the region of the North Gualaxo, sediment samples still show significant levels of mercury (0.14 - 0.53 mg / kg) and arsenic (8.6 - 82.4 mg / kg). These results when compared with levels found in sediment samples from North Gualaxo River’s tributaries show the influence of gold mining contamination in the sediment of the same river. The other metals and metalloids analyzed in sediment samples varied considerably across the Gualaxo North River in both samples. Values obtained for Hg, As, Cr, Cu, Ni, Pb and Zn were compared with the guide values of sediment quality (VGQS) adopting international values TEL / PEL. Arsenic exceeded the PEL values established at every point in the river Gualaxo North, and the other elements violated the values set in just a few points. Water chemistry values showed no significant concern for Hg and As. Other metals and metalloids analyzed was observed that for most elements the concentrations obtained were lower than maximum allowed by CONAMA to Class I and II, showing that despite the sediments present high levels for some elements, they are not being made available to the aqueous medium.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2274
Appears in Collections:PPGECRN - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DistribuiçãoMercúrioArsênio.pdf3,01 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.