Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2129
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorItabaiana, Yasmine Antoninipt_BR
dc.contributor.authorLemes, Francisco de Oliveira Andrade-
dc.date.accessioned2013-02-07T14:10:44Z-
dc.date.available2013-02-07T14:10:44Z-
dc.date.issued2009-
dc.identifier.citationLEMES, F. de O. A. Relações florísticas, fitossociológicas e aspectos edáficos de comunidades de campos rupestres da Serra do Itacolomi e Serra do Ouro Branco, Minas Gerais. 2009. 110 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2129-
dc.description.abstractFoi realizado um estudo florístico e fitossociológico associado a aspectos edáficos em dua áreas de campo rupestre quartzítico, localizadas na Serra do Itacolomi e na Serra do Our Branco, Minas Gerais. Quatro comunidades, delimitadas a partir do habitat (afloramento rochosos e platôs) e da área geográfica (serras do Itacolomi e de Ouro Branco) foram comparadas quanto à composição florística, estrutura da vegetação e característica nutricionais do solo. As áreas escolhidas estão situadas em uma altitude aproximada de 1.55 m. A amostragem da vegetação foi realizada através de 60 parcelas de 10 x 10 m disposta sistematicamente nas comunidades. Para análise de pH, nitrogênio e fósforo disponív coletou-se 32 amostras de solo. Foram encontradas 298 espécies de plantas vasculares, send que Asteraceae e Poaceae apresentaram a maior riqueza nas quatro comunidades. Grand parte das espécies com os maiores índices de valor de importância pertencem a Poacea Somente Apochloa euprepes (Poaceae) apresentou alto valor de importância nas quatr comunidades simultaneamente. As análises de similaridade e ordenação com presença/ausência das espécies revelaram uma composição florística distinta entre as quatr comunidades. De maneira geral, foi observado predomínio das hemicriptófitas quanto a número de espécies e à cobertura vegetal, sendo que nos afloramentos rochosos aumentou importância das espécies fanerófitas. Os solos, considerados ácidos e pobres em nutriente apresentaram diferenças entre os habitas. Nos afloramentos rochosos, onde se obteve maio riqueza e diversidade de espécies, além da maior heterogeneidade de formas de vida, o sol apresentou maiores quantidades de fósforo e nitrogênio. A ocorrência das espécies e tamanho de suas populações foram fortemente relacionados aos habitats e às área geográficas. As serras do Itacolomi e de Ouro Branco foram consideradas distintas quanto composição florística e similares quanto a estrutura da vegetação.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.publisherPrograma de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente. Instituto de Ciências Exatas e Biológicas. Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.subjectCampos rupestres quartzíticospt_BR
dc.subjectMétodo Relevépt_BR
dc.subjectFormas de vidapt_BR
dc.subjectQuartzitic rock fieldpt_BR
dc.subjectRelevé methodpt_BR
dc.titleRelações florísticas, fitossociológicas e aspectos edáficos de comunidades de campos rupestres da Serra do Itacolomi e Serra do Ouro Branco, Minas Gerais.pt_BR
dc.title.alternativeFloristic, plant sociology and adaphic aspects of rock fields comunities in Serra do Itacolomi and Serra do Ouro Branco, Minas Gerais, Brazil.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
Appears in Collections:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_RelaçõesFlorísticasFitossociológicas.pdf10,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.