Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16736
Title: Diálogos entre universidade e gestão municipal : o caso da Mesa Permanente de Educação de Jovens e Adultos no Território dos Inconfidentes (MG)
Authors: Martins, Fabiane Cristina Gonçalves
metadata.dc.contributor.advisor: Silva, Fernanda Aparecida Oliveira Rodrigues
Tosta, Sandra de Fátima Pereira
Keywords: Ajuda governamental à educação
Escolas - organização e administração
Issue Date: 2023
metadata.dc.contributor.referee: Silva, Fernanda Aparecida Oliveira Rodrigues
Cunha Junior, Adenilson Souza
Nunes, Célia Maria Fernandes
Citation: MARTINS, Fabiane Cristina Gonçalves. Diálogos entre universidade e gestão municipal: o caso da Mesa Permanente de Educação de Jovens e Adultos no Território dos Inconfidentes (MG). 2023. 111 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2023.
Abstract: Nas últimas décadas, somam-se consideráveis mudanças políticas, econômicas, sociais e culturais que incidem na efetivação das políticas públicas educacionais. Dentre elas, as que preconizam aos governos subnacionais garantir o direito dos jovens, adultos e idosos de iniciar ou concluir a escolarização. Direito esse assistido pelo poder local na Educação de Jovens e Adultos (EJA) com entendimentos, formas e proposições diferentes (DI PIERRO, 2010; HADDAD, 2007; SOARES, 2002). Soma-se à pluralidade de oferta, o fato de a gestão municipal ser acometida em todo o país pela descontinuidade de governança e por tensos debates no âmbito da capacidade administrativa equitativa. É nesse cenário que se desenvolve o presente estudo com foco em uma das Mesas Permanentes vinculadas à ação extensionista UFOP junto à Escola do Departamento de Educação (DEEDU) da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) relativa ao EJA. A Mesa Permanente de EJA (MP-EJA) é um espaço de diálogo entre a universidade e o poder local, composta por gestores dos municípios mineiros de Acaiaca, Congonhas, Diogo de Vasconcelos, Itabirito, Mariana e Ouro Preto. Essa região é conhecida como território dos Inconfidentes do entorno da UFOP, sob a jurisdição da Superintendência Regional de Ensino de Ouro Preto (SRE-OP), exceto Congonhas. O objetivo foi compreender em que medida se articulam as ações entre a gestão municipal no Território dos Inconfidentes (MG) e a universidade, referentes à efetivação da EJA. O percurso metodológico escolhido para atender ao objetivo da investigação, amparou-se na abordagem qualitativa, tendo como instrumentos de produção de dados entrevistas semiestruturadas com gestores municipais do EJA, o representante da SRE-OP e a observação participativa de encontros da Mesa Permanente. Os dados obtidos foram tratados pela análise de conteúdo Bardin (1977), Franco (2018), a partir das seguintes categorias: a) as trajetórias dos gestores em relação à EJA; b) a importância da Mesa Permanente da EJA; c) o papel da Mesa Permanente na prática da gestão municipal; d) a importância dos diálogos entre a Mesa Permanente, a SRE e as secretarias municipais e, por fim, e) as ações desenvolvidas a partir das articulações da Mesa Permanente. A análise aponta que a MP-EJA no território dos Inconfidentes exerce um papel aglutinador em torno da EJA e pode ser entendida como um grupo colaborativo (FIORENTINI, 2012) quando se trata da efetivação do direito de jovens, adultos e idosos à escolarização em municípios que não se constituíram sistemas próprios de educação, sobretudo. Os estudos nesses espaços devem continuar por apresentar a dimensão formativa dos gestores.
metadata.dc.description.abstracten: In recent decades, there have been considerable political, economic, social and cultural changes that affect the implementation of educational public policies. Among these changes are those that recommend that subnational governments guarantee the right of young people, adults and the elderly to start or complete schooling. This right is assisted by local authorities in Youth and Adult Education (YAE, in Portuguese EJA) with different understandings, forms and propositions (DI PIERRO, 2017; HADDAD, 2007; SOARES, 2002). Added to the plurality of supply, the fact that municipal management is affected throughout the country by the discontinuity of governance and by tense debates in the scope of equitable administrative capacity. It is in this scenario that the present study is developed, focusing on one of the Permanent Boards linked to the UFOP extension action at the School of the Department of Education of the Federal University of Ouro Preto (UFOP) regarding EJA. The Permanent Table of EJA is a space for dialogue between the university and the local government, made up of managers from the Minas Gerais municipalities of Acaiaca, Congonhas, Diogo de Vasconcelos, Itabirito, Mariana and Ouro Preto. This region is known as territory of the Inconfidentes around UFOP, under the jurisdiction of the Regional Superintendence of Education of Ouro Preto (SRE-OP), except Congonhas. The objective was to understand to what extent the actions between the municipal management in the Território dos Inconfidentes (MG) and the university are articulated, referring to the effectiveness of the EJA. The methodological approach chosen to meet the research objective was based on the qualitative approach, using as instruments of data production semi-structured interviews with municipal managers of EJA, the representative of SRE-OP and participatory observation of meetings of the Permanent Board. The data obtained were treated by content analysis Bardin (1977), Franco (2018), from the following categories: a) the trajectories of managers in relation to EJA; b) the importance of the Permanent Table of EJA; c) the role of the Permanent Board in the practice of municipal management; d) the importance of dialogues between the Permanent Board, the SRE and the municipal secretariats and, finally, e) the actions developed from the Permanent Board articulations. The analysis points out that the MP-EJA in the territory of the Inconfidentes plays a unifying role around the EJA and can be understood as a collaborative group (FIORENTINI, 2012) when it comes to the realization of the right of young people, adults and the elderly to schooling in municipalities that their own education systems were not constituted, above all. Studies in these spaces should continue to present the formative dimension of managers.
Description: Programa de Pós-Graduação em Educação. Departamento de Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16736
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 23/05/2023 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGEDU - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DiálogosUniversidadeGestão.pdf1,43 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons