Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16373
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorPrado, Denise Figueiredo Barros dopt_BR
dc.contributor.authorOliveira, Yan Gabriel da Conceição-
dc.date.accessioned2023-03-16T20:30:52Z-
dc.date.available2023-03-16T20:30:52Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationOLIVEIRA, Yan Gabriel da Conceição. A arte de Emicida e a reescritura da história Brasileira: uma análise decolonial de AmarElo. 2022. 127 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16373-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Comunicação. Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEsta pesquisa busca investigar o projeto transmidiático “AmarElo”, do artista Emicida, a partir de uma perspectiva decolonial e afrodiaspórica. Ao considerarmos o rap como um ambiente propício para a racialização e a politização de um debate social, o objetivo desta pesquisa é compreender como o rapper Emicida tensiona a história brasileira e a memória oficial sobre a negritude no projeto transmidiático “AmarElo”. A construção conceitual parte dos sentidos mobilizados pelos estudos da decolonialidade, problematiza a noção de raça e como ela atua sobre a nossa história e discute como o rap proporciona reflexões de cunho sociopolítico e cultural relevantes para compreender o contexto social brasileiro. A partir deste horizonte articulamos três categorias para analisar o projeto, sendo elas: Retorno Memorialístico/Ferida Colonial, Desperta Decolonial e Ruptura Emocional. A partir dessa abordagem Emicida fala sobre violências e feridas, sem resumir a negritude a isso, utiliza emoções para tentar resgatar a humanidade roubada pela colonialidade na mesma medida em que desperta seus ouvintes para questionar a estrutura sistêmica e violenta que cerca a realidade brasileira.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectEmicidapt_BR
dc.subjectRap - músicapt_BR
dc.subjectMovimentos sociaispt_BR
dc.subjectRaçaspt_BR
dc.titleA arte de Emicida e a reescritura da história brasileira : uma análise decolonial de AmarElo.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 27/02/2023 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereePrado, Denise Figueiredo Barros dopt_BR
dc.contributor.refereeCoração, Cláudio Rodriguespt_BR
dc.contributor.refereeMafra, Rennan Lanna Martinspt_BR
dc.description.abstractenThis research seeks to investigate the transmedia project “AmarElo”, by the artist Emicida, from a decolonial and afrodiasporic perspective. When we consider rap as a favorable environment for the racialization and politicization of a social debate, the objective of this research is to understand how the rapper Emicida tensions Brazilian history and the official memory about blackness in the transmedia project “AmarElo”. The conceptual construction starts from the senses mobilized by studies of decoloniality, problematizes the notion of race and how it acts on our history and discusses how rap provides relevant sociopolitical and cultural reflections to understand the Brazilian social context. Based on this horizon, we articulated three categories to analyze the project, namely: Memorialistic Return/Colonial Wound, Decolonial Awakening and Emotional Break. Based on this approach, Emicida talks about violence and wounds, without summing up blackness to that, he uses emotions to try to rescue the humanity stolen by coloniality to the same extent that he awakens his listeners to question the systemic and violent structure that surrounds the Brazilian reality.pt_BR
Appears in Collections:PPGCOM - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ArteEmicidaReescritura.pdf1,72 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons