Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12561
Title: Programa Educação Integral e Integrada : a implementação da política de educação integral do Estado de Minas Gerais a partir da percepção dos profissionais da escola.
Authors: Campos, Luciana Monteiro
metadata.dc.contributor.advisor: Oliveira, Breynner Ricardo de
Keywords: Educação e estado
Escolarização em tempo integral
Exclusão social
Issue Date: 2020
metadata.dc.contributor.referee: Oliveira, Breynner Ricardo de
Jardilino, José Rubens Lima
Carvalho, Cynthia Paes de
Citation: CAMPOS, Luciana Monteiro. Programa Educação Integral e Integrada: a implementação da política de educação integral do Estado de Minas Gerais a partir da percepção dos profissionais da escola. 2020. 181 f. Dissertação (Mestrado em Educação) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2020.
Abstract: Esta pesquisa analisa a implementação da política pública de ampliação da jornada escolar empreendida no estado de Minas Gerais. A partir do Programa Educação Integral e Integrada, observa-se a perspectiva da redução da vulnerabilidade social na percepção dos profissionais da escola. Partiu-se do princípio de que a vulnerabilidade e o risco social são apontados como critérios de seleção para o projeto, sinalizando, assim, uma intenção do Estado em minimizar essa condição. A situação de vulnerabilidade social, trabalho infantil, a qualidade do ensino público e a ampliação das oportunidades educativas, também podem ser vistos como problemas a serem enfrentados por meio da ampliação da jornada escolar. A educação contribui para a formação de um projeto político-cultural capaz de transformar e reconstruir experiências sociais, no caminho da emancipação do indivíduo e do aperfeiçoamento democrático. Os dados desta pesquisa foram analisados por meio de dezesseis entrevistas semiestruturadas, direcionadas aos gestores, especialistas e professores de oficinas, realizadas em quatro escolas, com e as reflexões teóricas e analíticas foram empreendidas em dois eixos de estudo, quais sejam: o processo de implementação de políticas públicas a partir da perspectiva dos burocratas em nível de rua e a perspectiva da vulnerabilidade social. Tais eixos foram fundamentados nos estudos de autores como Gadotti (2006) (2009), Guará (2006), Cavalieri (2007), Moll (2009) (2014), Parente (2010), Saviani (2007), Lotta (2014), Ball & Bowe (1992) e Lipsky (1980). A análise das entrevistas revelou que os implementadores entendem o programa enquanto alternativa de redução da pobreza, violência e exclusão social. Os resultados apontam também que as capacitações, treinamentos e acompanhamento do projeto, por parte de órgãos centrais como a Secretaria Regional de Educação e a Secretaria Estadual de Educação, podem ser considerados pontos de fragilidade, uma vez que tais ações não são devidamente desenvolvidas, comprometendo o sucesso da implementação. Sendo assim, é possível afirmar que o desenvolvimento de uma política de Educação Integral deve ultrapassar o acesso e a permanência, sendo acompanhada por reflexões que busquem compreender todo o sistema social que propaga essa condição de vulnerabilidade, para que se possa atuar no sentido de corrigir essas falhas.
metadata.dc.description.abstracten: We analyzed the education policy enforcement (Integral and Integrated Education Program) into enlarge school journey in public schools in Minas Gerais (MG), Brazil. Education professionals (street-level bureaucracy) from MG highlighted that the program has a potential to reduce social vulnerability indices. To attend this program, the minor must be part of a group in a social risk, what point out the State intention in relieve this critical social condition. Nevertheless child labor, low public education quality and the augment of educational opportunities could also be relieved with the enlargement of school journey. A sustainable political-cultural project could be reached though education process, having as a result the individual's emancipation and democratic improvement. We carried out sixteen semistructured interviews, applied to education professionals - managers, specialists and teachers of the Integral and Integrated Education Program from four schools. Stem from the surveys, we studied the establishment of the enlargement of school journey in two fronts - a) from street-level bureaucracy perspective and b) people from the social risk group perspective. These fronts were reasoned by experts in educational policies as Gadotti (2006) (2009), Guará (2006), Cavalieri (2007), Moll (2009) (2014), Parente (2010), Saviani (2007), Lotta (2014), Ball & Bowe (1992) and Lipsky (1980). Our findings suggest the street-level bureaucracy understand the program as an alternative to reduce poverty, violence and social exclusion. These public also pointed out that the capacitation, training and monitoring by top level administration weaken the project, because they unknown the daily reality. These data suggest that Integral and Integrated Education Program must go beyond school access and permanence, and embrace the entire social system that bring on the vulnerability condition, in order to improve flaws.
Description: Programa de Pós-Graduação em Educação. Departamento de Educação, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12561
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 29/06/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPGEDU - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_ProgramaEducaçãoIntegral.pdf2,81 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons