Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11729
Title: Percepções dos profissionais atuantes na APAE Itabirito sobre o ensino de ciências naturais para crianças com Transtorno do Espectro Autista.
Authors: Rodrigues, Amanda Séllos
metadata.dc.contributor.advisor: Cruz, Luciana Hoffert Castro
Keywords: Transtorno do Espectro Autista
Professores - formação
Ciência - estudo e ensino
Issue Date: 2019
metadata.dc.contributor.referee: Barros, Marcelo Diniz Monteiro de
Patrocínio, Sandra de Oliveira Franco
Cruz, Luciana Hoffert Castro
Citation: RODRIGUES, Amanda Séllos. Percepções dos profissionais atuantes na APAE Itabirito sobre o ensino de ciências naturais para crianças com Transtorno do Espectro Autista. 2019. 134 f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: O Transtorno do Espectro Autista (TEA) é um transtorno do neurodesenvolvimento que apresenta um grupo de desordens na comunicação e interação social, na reciprocidade social, em comportamentos não verbais de comunicação usados para interação e em habilidades para desenvolver, manter e compreender relacionamentos. Sabe-se que a inclusão escolar do aluno com TEA requer mudanças de pensamentos e hábitos, envolvendo coordenadores, funcionários da escola, professores, alunos e família, além da utilização de estratégias diferenciadas de ensino no âmbito das Ciências Naturais, como o uso de recursos visuais, táteis e auditivos, inserindo o aluno como agente principal da sua aprendizagem. Assim, o objetivo principal desta pesquisa foi expandir o conhecimento dos professores da APAE de Itabirito quanto às estratégias educativas adaptadas para o ensino de ciências naturais para alunos com Transtorno do Espectro Autista e que podem constituir ferramentas valiosas para aprimorar a aprendizagem de todos os alunos. Além disso, também foram estipulados cinco objetivos específicos: conhecer as principais dificuldades dos professores para ensinar alunos com TEA; Realizar, juntamente aos professores da APAE, cinco atividades adaptadas para trabalhar com alunos com TEA; Criar e realizar um minicurso apresentando as estratégias educativas adaptadas para os alunos com o Transtorno do Espectro Autista; Distribuir uma cartilha informativa sobre as estratégias educativas adaptadas apresentadas na palestra, juntamente às atividades desenvolvidas; e avaliar a relevância do minicurso para os professores da APAE de Itabirito. A pesquisa constou de um minicurso composto de parte teórica e prática, da entrega de uma cartilha contendo informações sobre TEA e sugestões de atividades adaptadas que foram apresentadas durante o minicurso. Foram utilizados três questionários como instrumentos para caracterizar o público alvo, conhecer as dificuldades em ensinar para alunos com TEA e verificar a eficácia do minicurso. Trinta e um professores responderam o questionário inicial, enquanto vinte e quatro professores responderam o questionário pré e pós minicurso. 83,87% dos professores participantes responderam já ter recebido informação sobre como lidar com alunos com TEA no questionário inicial. 74,19% informaram que realizam atividades adaptadas com estes alunos. Além disso, quando questionados sobre as dificuldades em ensinar alunos com TEA, respostas como conhecer o aluno, o comportamento do aluno e buscar a atenção do aluno foram recorrentes. Quanto aos professores presentes no dia do minicurso, 66% dos participantes disseram conhecer o que são estratégias educativas adaptadas, porém nenhum participante o explicou, apenas alegou conhecer o significado. Após a realização do minicurso, observou-se que 91,66% dos professores consideraram o minicurso relevante e 87,5% alegaram que o minicurso os ajudou a construir atividades práticas adaptadas para alunos com TEA. 50% dos professores disseram acreditar que o aluno com TEA tem potencial para aprender em um ensino regular, enquanto 25% mantiveram o “talvez” como resposta. A pesquisa nos mostrou que a aplicabilidade do minicurso, com o uso de palestra e oficina de atividades práticas, se mostrou satisfatória, agregando conhecimento sobre o tema abordado. Contudo, a formação continuada de professores voltada para alunos com TEA ainda é complexa, visto que as características deste transtorno são amplas e estão em constantes descobertas, impedindo o desenvolvimento de soluções e impondo a necessidade de atualização constante.
metadata.dc.description.abstracten: Autism Spectrum Disorder (ASD) is a neurodevelopmental disorder that presents a group of disorders in communication and social interaction, social reciprocity, nonverbal communication behaviours used for interaction, and in skills to develop, maintain and understand relationships. It is known that the school inclusion of the student with ASD requires changes of thoughts and habits, involving coordinators, school employees, teachers, students and family, as well as the use of adapted teaching strategies in the Natural Sciences, such as the use of visual, tactile and hearing resources, inserting the student as the main agent of their learning. Thus, this work aimed to expand the knowledge of the teachers from the Association of Parents and Friends of People with Disabilities (APAE) of Itabirito, regarding educational adapted strategies for the teaching of natural sciences to students with Autism Spectrum Disorder and that can constitute valuable tools to improve the learning of all students. In addition, five specific objectives were set: discover the main difficulties of teachers to teach students with ASD; Conduct, together with APAE teachers, five adapted activities to work with students with ASD; Create and conduct a mini-course presenting educational adapted strategies for students with Autistic Spectrum Disorder; Distribute an informative booklet about the adapted educational strategies presented in the lecture with the activities developed; and evaluate the relevance of the mini-course for APAE Itabirito teachers. The research consisted of a mini-course composed of theoretical and practical part, the delivery of a booklet containing information about ASD and suggestions of adapted activities that were presented during the mini-course. Three questionnaires were used as instruments to characterize the target audience, to know the difficulties in teaching for students with ASD and to verify the effectiveness of the mini-course. Thirty-one teachers answered the initial questionnaire, while twenty-four teachers answered the pre and post mini-questionnaire. 83.87% of the participating teachers have already received information about how to deal with students with ASD in the initial questionnaire. 74.19% reported that they perform activities adapted with these students. In addition, when asked about the difficulties in teaching students with ASD, answers such as getting to know the student, student behaviour and seeking student attention were recurrent. As for the teachers present on the day of the mini-course, 66% of the participants said they knew what is adapted educational strategies, but no participant explained it, only claimed to know the meaning. After completing the mini-course, it was observed that 91.66% of the teachers considered the mini-course relevant and 87.5% claimed that the mini-course helped them to construct practical activities adapted for students with ASD. 50% of teachers said they believed that the student with ASD had the potential to learn in a regular school while 25% still held the "maybe" in response. This research has shown that the applicability of short course, with the use of lecture and workshop practical activities, proved satisfactory, adding knowledge about the topic discussed. However, the continuing education of teachers for students with ASD is still complex, since the characteristics of this disorder are wide and are constantly discovering, impeding the development of solutions and imposing the need for constant updating.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11729
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pela autora, em 03/09/2019, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:MPEC - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_PercepçõesProfissionaisAtuantes.pdf4,97 MBAdobe PDFView/Open
PRODUTO_TranstornoEspectroAutista.pdf1,13 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons