Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11219
Title: Quantidade e qualidade : o papel da complexidade arquitetônica e do nitrogênio nas taxas de herbivoria em Byrsonima sp.
Authors: Pinto, Victor Diniz
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Sérvio Pontes
Sousa, Hildeberto Caldas de
Keywords: Ecossistemas
Ecologia - arquitetura da planta
Plantas - envolução
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Ribeiro, Sérvio Pontes
Cornelissen, Tatiana Garabini
Silveira, Fernando Augusto de Oliveira e
Citation: PINTO, Victor Diniz. Quantidade e qualidade : o papel da complexidade arquitetônica e do nitrogênio nas taxas de herbivoria em Byrsonima sp. 2017. 26 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: Um dos fatores que afetam a sobrevivência e reprodução das plantas é a herbivoria, que pode ser considerada uma das pressões ambientais mais importantes atuando sobre os vegetais. Muitos são as variáveis que atuam simultaneamente e interferem na alimentação de um inseto sobre a planta. Dessa forma, algumas teorias foram propostas para tentar explicar as diferentes taxas de herbivoria entre espécies e entre indivíduos. A hipótese da arquitetura de plantas (HAP) e a hipótese da disponibilidade de recursos (HDR) apesar de antigas, ainda tem chamado atenção dos ecólogos que buscam explicar padrões na interação entre insetos e plantas. A HAP prevê que plantas com maior complexidade arquitetônica podem abrigar maior riqueza e abundância de herbívoros, devido ao alto número de ramos e folhas que proporcionam aumento dos locais de alimentação e oviposição para os insetos herbivoros. Na HDR, plantas que crescem em hábitats com diferentes concentrações de nutrientes divergem nas estratégias adaptativas de crescimento e defesa. Plantas de hábitats mesotróficos priorizam o crescimento rápido e alocam pouco recurso na defesa contra o ataque de insetos. Já espécies que ocorrem em hábitats oligotróficos investem menos em crescimento, e mais em mecanismos de resistência ao dano, ocasionado pela baixa disponibilidade de nutrientes do hábitat e ao alto valor agregado a cada estrutura. Nós medimos a complexidade arquitetônica, os nutrientes foliares e as taxas herbivoria de três espécies de Byrsonima sp. que ocorrem em um gradiente nutricional de habitats. Byrsonima sericea é uma espécie arbórea de Floresta Semidecidual, Byrsonima variabilis é um arbusto endêmico de Afloramentos Rochosos do Brasil e Byrsonima subterranea é planta subarbustiva que ocorre em Campos de Arenosos. B. sericea foi a espécie com a maior taxa de herbivoria, seguida de B. variabilis e B. subterranea. A herbivoria nas três espécies foi afetada positivamente pela concentração de nitrogênio foliar. Para B. variabilis e B. subterranea a herbivoria aumentou com o número de unidades de crescimento. Nossos resultados corroboraram a HAP e a HDR.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11219
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 16/04/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_QuantidadeQualidadePapel.pdf1,8 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons