Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/5605
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorCosta, Otávio Gomide-
dc.contributor.authorPaula, Hugo Leonardo Barros de-
dc.contributor.authorCoelho, Eugenio Ferreira-
dc.contributor.authorFerreira, Renato Melo-
dc.contributor.authorWerneck, Francisco Zacaron-
dc.date.accessioned2015-08-18T12:35:30Z-
dc.date.available2015-08-18T12:35:30Z-
dc.date.issued2014-
dc.identifier.citationCOSTA, O. G. et al. O efeito da idade relativa: análise da Copa do Mundo FIFA 2014. Revista Brasileira de Futebol, v. 7, p. 66-72, 2014. Disponível em: <http://www.seer.ufv.br/seer/rbf/index.php/RBFutebol/article/view/141>. Acesso em: 22 maio 2015.pt_BR
dc.identifier.issn1983-7194-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/5605-
dc.description.abstractObjetivos: O presente estudo investigou o efeito da idade relativa (EIR) em jogadores de futebol da Copa do Mundo FIFA 2014, analisando possíveis diferenças quanto à posição de jogo, continente e país. Amostra: Foi identificado o trimestre de nascimento de 733 futebolistas (97 goleiros, 228 defensores, 249 meias e 159 atacantes) de 32 países participantes da Copa do Mundo FIFA 2014, a partir do site http://pt.fifa.com/worldcup/teams. Métodos: O mês de nascimento de cada jogador foi categorizado em quartis (1°Q: Janeiro-Março; 2°Q: Abril-Junho; 3°Q: Julho-Setembro; 4°Q: Outubro-Dezembro). Para análise dos dados, empregou-se o teste Qui-Quadrado e nível de significância de 5%. Resultados: Foi observada maior predominância de jogadores nascidos no 1°, 2° e 3°Q em relação ao 4°Q (X2=22,727; p<0,001). O EIR foi observado nos goleiros (X2 = 9,433; p=0,05) e nos meias (X2=10,968; p=0,01). Nos continentes, o EIR foi observado na Europa (X2=9,440; p=0,02) e na Ásia (X2=15,045; p=0,002). Já nos países, houve maior representação de atletas nascidos no 1°semestre vs. 2° semestre na Argentina e Japão (78,2% vs. 21,8%) e em Gana e Nigéria (26,1% vs. 73,9%). Conclusões: O EIR foi observado nos futebolistas da Copa do Mundo FIFA 2014 e este fenômeno varia conforme a posição de jogo, continente e país dos atletas.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.subjectEfeito da idade relativapt_BR
dc.subjectEsportept_BR
dc.subjectFutebolpt_BR
dc.subjectRelative age effectpt_BR
dc.subjectSportpt_BR
dc.titleO efeito da idade relativa : análise da Copa do Mundo FIFA 2014.pt_BR
dc.title.alternativeRelative age effect : World Cup FIFA 2014 analysis.pt_BR
dc.typeArtigo publicado em periodicopt_BR
dc.rights.licenseOs trabalhos publicados na Revista Brasileira de Futebol estão sob licença Creative Commons que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho em desde que sejam citados o autor e o licenciante. Fonte: Revista Brasileira de Futebol <http://www.seer.ufv.br/seer/rbf/index.php/RBFutebol/index>. Acesso em: 12 jan. 2017.pt_BR
dc.description.abstractenObjectives: To investigate relative age effect (RAE) in soccer players of FIFA World Cup 2014, analyzing differences by player´s position, continent and country. Sample: The quarter of birth of 733 players (97 goalkeepers, 228 defenders, 249 midfielders and 159 forwards) of 32 countries participating in the FIFA World Cup 2014 has been identified from the site http://pt.fifa.com/worldcup/teams. Methods: The month of birth of each player was categorized into quartiles (1stQ: January-March; 2ndQ: April-June; 3rdQ: July-September; 4thQ: October-December). For data analysis, Chi-Square test was used with a significance level of 5%. Results: It was observed a predominance of players born on 1stQ, 2ndQ and 3rdQ vs. 4thQ. RAE was observed in goalkeepers (X2=9.433; p=0.05) and midfielders (X2=10.968; p=0.01). In continents, RAE was observed in Europe (X2=9.44; p=0.02) and Asia (X2=15.045; p=0.002). In countries, there was a greater representation of athletes born in 1st vs. 2nd semester in Argentina and Japan (78.2% vs. 21.8%) and in Ghana and Nigeria (26.1% vs. 73.9%). Conclusions: RAE was observed in soccer players of FIFA World Cup 2014 and this phenomenon varies according to position, continent and country of the athletes.-
Appears in Collections:DEEFD - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_EfeitoIdadeRelativa.pdf314,62 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.