Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/4244
Title: Fatores clínicos, comportamentais, nutricionais, polimorfismo C677T do gene da enzima metilenotetraidrofolato redutase (MTHFR) e risco de câncer de mama.
Authors: Maia, Yara Cristina de Paiva
Keywords: Câncer - Mamas
Epidemiologia molecular
Câncer - aspectos nutricionais
Polimorfismos - genética
Issue Date: 2007
Citation: MAIA, Y. C. de P. Fatores clínicos, comportamentais, nutricionais, polimorfismo C677T do gene da enzima metilenotetraidrofolato redutase (MTHFR) e risco de câncer de mama. 2007. 141 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: O Câncer de Mama (CM) é uma doença com taxas de incidência crescentes em diversas partes do mundo e também no Brasil, a qual é causada pela interação de diversos fatores de risco. Foi realizado estudo caso controle, baseado em hospital, mascarado, com 654 mulheres (com CM, controles e com doença benígna da mama) para avaliar as interações entre diversos fatores de risco e a ocorrência de CM. A MTHFR, envolvida no metabolismo do ácido fólico, catalisa a redução da 5,10-MTHF a 5- MTHF que é necessário para a conversão de homocisteína em metionina pela metionina sintase. Uma redução da atividade da MTHFR produz uma enzima termolábil, resultando em um aumento da homocisteína plasmática e do estado de hipometilação genômica. Estudos epidemiológicos sugerem que o polimorfismo do gene da Metilenotetrahidrofolato redutase (MTHFR), C677T, pode modificar o risco para CM. Foi realizada antropometria e aplicados questionários para avaliação de características sócio-demográficas, clínicas, antropométricas, reprodutivas, dietéticas, comportamentais e da freqüência de consumo alimentar (para avaliar a ingestão de ácido fólico, vitaminas B6 e B12). Foi coletado sangue periférico do paciente para extração do DNA. A genotipagem do polimorfismo C677T foi realizada através da técnica PCR-RFLP. Através do modelo logístico criado para explicar a ocorrência do CM de mama na população estudada, foi observado que o sedentarismo, a baixa renda, a não amamentação e a menopausa, ajustados pela idade, uso de CTO, % GC, escolaridade e idade da primeira MMG afetaram de forma estatisticamente significativa o risco para a ocorrência do CM. Mulheres na pré-menopausa que não amamentaram seus filhos apresentaram risco de 2,15 vezes de desenvolver CM em relação às mulheres na pós menopausa. Mulheres etilistas na pós-menopausa apresentaram maior risco de desenvolver CM em relação às mulheres não etilistas na pós menopausa. O consumo de ácido fólico encontrou-se acima da recomendação pré-estabelecida pela RDA, porém foi observado um consumo menor, não significante, no grupo de casos quando comparado com o grupo controle. Foi observado que o consumo de vitamina B6 se encontrava abaixo da recomendação no grupo de casos e, portanto este baixo consumo pode interferir no metabolismo do folato e da enzima da MTHFR. O polimorfismo C677T de MTHFR nem isoladamente nem em associação com fatores comportamentais e dietéticos neste trabalho não foi suficiente para aumentar o risco de CM, diferente do sugerido por resultados de outros trabalhos.
metadata.dc.description.abstracten: The breast cancer (BC) is a disease, with increasing incidence rate worldwide and also in Brazil, which is caused by the interaction of different risk factors. A masked casecontrol study was conducted with 654 women (with breast cancer, controls and with benign breast disease) to assess the interaction between several risk factors and the breast cancer occurrence. The methylenetetrahydrofolate reductase (MTHFR), involved in the folic acid metabolism catalyzes the 5,10-MTHF to 5- MTHF reduction, necessary to convert homocystein into methionine by methionine synthase. A reduction in the activity of MTHFR produces a thermo labile enzyme increasing plasma homocysteine and leading to genomic hypomethylation. Epidemiologic studies suggest that the MTHFR C677T gene polymorphism may modify the risk of BC. Anthropometric measures were collected and surveys for evaluation of social-demographic, clinical, behavioral features and food frequency ingestion (folic acid, vitamins B6 and B12) were conducted. Peripheral blood was collected for DNA extraction. The C677T polymorphism genotyping was conducted using a PCR-RFLP protocol. The logistic model created to explain the occurrence of BC has shown that sedentary behavior, low incomings, no breast-feeding and menopause, adjusted by age, oral contraceptive use, %body fat, education level and date of the first mammography has affected the risk for BC occurrence with statistic significance. Women in pre-menopause that did not breast-feed their children has a 2,15 times higher risk of BC compared with women in post-menopause. Alcoholic women in post-menopause presented a higher risk for BC compared to non-alcoholic women in post-menopause. The folic acid ingestion has shown to be higher than the established RDA recommendation, although the BC group presented a lower ingestion compared with the control group. The ingestion of vitamin B6 was lower than the recommendation in the case group, and this low ingestion can interfere in the folate metabolism. In this work, the C677T polymorphism, neither isolated, nor in association with behavioral and dietary factors, has not affected the risk of BC, opposed to results suggested in other works.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4244
Appears in Collections:PPCBIOL - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_FatoresClínicosComportamentais.pdf3,05 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.