Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13457
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorIsoldi, Mauro Césarpt_BR
dc.contributor.authorCruz, Heron Walmor Santos-
dc.date.accessioned2021-08-04T22:59:14Z-
dc.date.available2021-08-04T22:59:14Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationCRUZ, Heron Walmor Santos. Efeitos anti-inflamatório, antioxidante e antitumoral do extrato bruto e frações de Combretum duarteanum Cambess. 2021. 98 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2021.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13457-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractCombretum duarteanum, popularmente conhecida como mofumbo, é uma árvore distribuída em várias regiões do território brasileiro, com boa adaptação à Caatinga e no norte de Minas Gerais inserida em remanescentes de floresta tropical seca. Na medicina popular, hastes e folhas são usadas para tratamento de dor e inflamação. Essa utilização tem correlação química na bioatividade de compostos fenólicos e terpenos presentes na planta. Neste trabalho objetivou-se verificar o potencial de bioatividade do extrato bruto e partições de C. duarteanum, nas concentrações de 25, 50,100 e 200µg/ml, na ação antioxidante, anti-inflamatória e antiproliferativa. Foi realizada análise fitoquímica com avaliação dos teores de fenólicos e flavonoides totais e análise da fração hexânica e metanólica por cromatografia acoplada à espectrometria de massa. A determinação da atividade antioxidante foi avaliada pelo potencial de sequestros de radicais livres por DPPH e parâmetros enzimáticos (SOD e CAT) pelo método ELISA em cultura de fibroblastos L929. Foi avaliado o potencial anti-inflamatório em fibroblastos induzidos por LPS para avaliação dos níveis de IL 6 e 1L β (método ELISA). Foi realizado ensaio de viabilidade celular por exclusão de azul de tripan para verificação de citotoxicidade em células de melanoma murino B16-F10, assim como teste de migração por ensaio de ferida. Foram identificados cinco sesquiterpenoides: nerolidol, espatulenol, viridiflorol, ledol e óxido de cariofileno na fração hexânica e três flavonoides: miricetina, taxifolina raminosilada e taxifolina glicosilada na fração metanólica. As frações polares do extrato apresentaram desempenho significativo no sequestro de radicais livres frente ao controle, e o EB e a FM foram efetivos na manutenção da razão SOD/CAT. Não foi obtida resposta celular na avaliação de IL β. Houve redução significativa dos níveis de IL 6 frente ao controle em todas as concentrações, exceto EB 200 µg/ml, FM 100 µg/ml e 200 µg/ml e FH 200 µg/ml. A FH e o EB [100 µg/ml e 200 µg/ml] foram significativamente citotóxicos, o que refletiu significativamente também no teste de migração para essas concentrações que, juntamente com FM [200 µg/ml] e EB [25 µg/ml], apresentaram potencial antimigratório. Assim, esses resultados evidenciam o potencial antitumoral e antimetastático dos compostos bioativos de C. duarteanum bem como atividade antiinflamatória e antioxidante principalmente para o EB e FM decorrente do estímulo inflamatório na manutenção do equilíbrio da SOD/CAT.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectAgente antitumoralpt_BR
dc.subjectCombretumpt_BR
dc.subjectAntioxidantespt_BR
dc.titleEfeitos anti-inflamatório, antioxidante e antitumoral do extrato bruto e frações de Combretum duarteanum Cambess.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 28/07/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeIsoldi, Mauro Césarpt_BR
dc.contributor.refereeGuimarães, André Luiz Senapt_BR
dc.contributor.refereeAparecida, Bruna Marapt_BR
dc.contributor.refereeCosta, Daniela Caldeirapt_BR
dc.contributor.refereeCardoso, Leonardo Máximopt_BR
dc.description.abstractenCombretum duarteanum, tree distributed in several regions of the Brazilian territory, with good adaptation to the Caatinga and in the north of Minas Gerais, inserted in remnants of dry tropical forest. In folk medicine, hurries and leaves are used to treat pain and inflammation. This use has a chemical correlation in the bioactivity of phenolic compounds and terpenes present in the plant. This work aimed to verify the bioactivity potential of the crude extract, and partitions of C. duarteanum, in the tools of 25, 50,100 and 200µg / ml, in the antioxidant action, anti-inflammatory and antiproliferative action. Phytochemical analysis was performed with evaluation of the contents of phenolic and total flavonoids and analysis of the hexane and methanolic fraction by chromatography coupled with mass spectrometry. The determination of antioxidant activity was evaluated by the potential for free radical scavenging by DPPH and enzymatic parameters (SOD and CAT) by the ELISA method in L929 fibroblast culture. The anti-inflammatory potential in fibroblasts induced by LPS was evaluated to evaluate the levels of IL 6 and 1L β (ELISA method). Cell viability assay was performed by excluding trypan blue to check cytotoxicity in murine B16 melanoma cells as well as migration test by wound assay. Five sesquiterpenoids were identified: nerolidol, spatulenol, viridiflorol, ledol and karyophylene oxide in the hexane fraction and 3 flavonoids: myricetin, raminosylated taxifoline and glycosylated taxifoline in the methanolic fraction. and EB and FM were effective in maintaining the SOD / CAT ratio. No cellular response was found in the evaluation of IL β. The reduction reduces the levels of IL 6 compared to the control in all options, except EB 200 µg / ml, FM 100 µg / ml and 200 µg / ml and FH 200 µg / ml. The FH and EB [100 µg / ml and 200 µg / ml] were studied cytotoxic, which also reflected in the migration test for these recommendations, which together with FM [200 µg / ml] and EB [25 µg / ml]. Antiimmigration potential. Thus, these results show the antitumor and antimetastic potential of the bioactive compounds of C. duarteanum as well as anti-inflammatory activity and regulation of oxidative stress resulting from inflammation in maintaining the balance of SOD / CAT.pt_BR
Appears in Collections:PPCBIOL - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_EfeitosAntiInflamatórioAntioxidante.pdf2,92 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons