Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/12256
Title: Indicador multidimensional de bem-estar para os idosos : uma análise para o Brasil.
Authors: Rodrigues, Lídia Pereira
metadata.dc.contributor.advisor: Ribeiro, Mirian Martins
Antigo, Mariangela Furlan
Keywords: Indicadores sociais
Bem-estar social
Idosos
Issue Date: 2019
metadata.dc.contributor.referee: Ribeiro, Mirian Martins
Antigo, Mariangela Furlan
Camargos, Mirela Castro Santos
Oliveira, Héder Carlos de
Citation: RODRIGUES, Lídia Pereira. Indicador multidimensional de bem-estar para os idosos: uma análise para o Brasil. 2019. 86 f. Dissertação (Mestrado em Economia Aplicada) – Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2019.
Abstract: O envelhecimento populacional é uma das principais consequências da transição demográfica vivenciada pelo Brasil desde os anos de 1940. Em poucas décadas, a proporção da população idosa crescerá significativamente, reforçando a importância desse grupo para toda a sociedade, bem como a urgência de se pensar políticas públicas mais eficientes voltadas para ele. Além disso, não somente a proporção de idosos irá crescer, como também os anos que esses idosos viverão, ou seja, teremos uma população bem mais longeva, o que pode ser explicitado pelo aumento dos “super idosos”, os idosos que possuem 80 anos ou mais. Portanto, é importante analisar de maneira mais ampla e profunda as condições dos idosos na sociedade com o intuito de nortear a construção de políticas públicas mais eficientes. Para tanto, é proposto um índice multidimensional que busca auxiliar na caracterização do bem-estar da terceira idade no Brasil, através de seis dimensões principais: saúde, capacidade funcional, educação, inserção social, renda e condição do domicílio. A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) de 2013 é utilizada como fonte de dados e o método Alkire-Foster é a base para a construção do índice. O referencial teórico é a Abordagem das Capacitações e trabalhos empíricos sobre os idosos e o Estatuto do Idoso são tomados como referências do exercício empírico proposto. Os resultados do índice mostram que há uma forte incidência de privação de bem-estar entre os idosos brasileiros, bem como uma significativa heterogeneidade entre eles. A maior desigualdade encontrada se refere ao sexo: a velhice é menos favorável às mulheres que, em todos os recortes considerados, sofrem mais privações que os homens. As regiões Norte e Nordeste, as classes econômicas mais pobres e os idosos mais velhos representam os grupos com maiores índices de privação.
metadata.dc.description.abstracten: Population aging is one of the main consequences of the demographic transition experienced by Brazil since the 1940s. In a few decades, the proportion of the elderly population will increase significantly, reinforcing the importance of this group for the whole of society, as well as the urgency of thinking about policies more efficient public policies aimed at them. In addition, not only will the proportion of the elderly grow, but also the years that these elderly will live, that is, we will have a much longer population, which can be explained by the increase of the "super elderly", the elderly who are 80 years old or more. Therefore, it is important to analyze in a broader and deeper way the conditions of the elderly in society in order to guide the construction of more efficient public policies. Therefore, a multidimensional index is proposed that seeks to assist in the characterization of the elderly's well-being in Brazil, through six main dimensions: health, functional capacity, education, social insertion, income and home condition. The 2013 Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) is used as the data source and the Alkire-Foster method is the basis for index construction. The theoretical reference is The Capability Approach and empirical work on the elderly and the Estatuto do Idoso are taken as references of the proposed empirical exercise. The results of the index show that there is a strong incidence of deprivation of well-being among the Brazilian elderly, as well as a significant heterogeneity between them. The greatest inequality found is sex: old age is less favorable to women who, in all the cuts considered, suffer more deprivation than men. The North and Northeast regions, the poorest economic classes, and the elderly represent the groups with the highest rates of deprivation.
Description: Programa de Pós-Graduação em Economia Aplicada. Departamento de Ciências Econômicas e Gerenciais, Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/12256
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 20/05/2020 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:PPEA - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_IndicadorMultidimensionalBem.pdf1,71 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons