Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/11680
Title: O consumo da polpa de açaí (Euterpe Oleracea Martius) durante a gestação e lactação atenua a esteatose hepática em ratas e protege a prole contra o excesso de lipídeos.
Authors: Barbosa, Priscila Oliveira
metadata.dc.contributor.advisor: Freitas, Renata Nascimento de
Keywords: Açai
Euterpe
Figado - doenças
Lipídeos - metabolismos
Issue Date: 2019
metadata.dc.contributor.referee: Silva, Marcelo Eustáquio
Cintra, Denny Esper Corrêa
Daleprane, Julio Beltrame
Pedrosa, Maria Lúcia
Cota, Renata Guerra de Sá
Citation: BARBOSA, Priscila Oliveira. O consumo da polpa de açaí (Euterpe Oleracea Martius) durante a gestação e lactação atenua a esteatose hepática em ratas e protege a prole contra o excesso de lipídeos. 2019. 158 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2019.
Abstract: O excesso de lipídios do ambiente uterino pode desencadear o desenvolvimento e a progressão da doença hepática gordurosa não alcoólica (DHGNA). Compostos bioativos presentes em plantas são uma abordagem terapêutica interessante por desempenhar diferentes efeitos sobre o metabolismo. Um fruto com alto teor de compostos fenólicos e com possível efeito benéfico é o açaí, porém pouco se sabe sobre seu efeito na dieta materna hiperlipídica. Este trabalho teve como objetivo avaliar o efeito da suplementação de polpa de açaí (Euterpe oleracea M.) durante a gestação e lactação, na prole de ratas Fischer alimentadas com uma dieta hiperlipídica. Vinte e oito ratas foram divididas em quatro grupos: dieta controle (C), dieta hiperlipídica (HF), dieta controle mais 2% de polpa de açaí (CA) e dieta hiperlipídica mais polpa de açaí (HFA), duas semanas antes do acasalamento e durante todo o período gestacional e lactacional. O metabolismo lipídico e oxidativo das ratas foi avaliado e os filhotes machos foram estudados em dois momentos: após o nascimento (P1) e desmame (P21). Nossos resultados mostram que o grupo de ratas HFA apresentou aumento na massa corpórea e redução no peso relativo do fígado, gordura e conteúdo hepático de colesterol. Também houve uma redução na esteatose hepática no grupo de ratas HFA, entretanto, observamos aumento no colesterol sérico e da expressão de Srebpf1 e Fasn. Em relação ao estado redox, foram encontrados aumento nos níveis hepáticos de malondialdeído (MDA) e proteína carbonilada no grupo HF. A suplementação com polpa de açaí foi capaz de prevenir aumento no estresse oxidativo, redução dos níveis hepáticos de MDA e de proteínas carboniladas e da atividade das enzimas SOD, CAT e GPx no grupo HFA. Em relação a prole, encontramos um menor valor no peso absoluto do fígado nos animais HFA P1 e P21. HFA-P21 apresentou redução no colesterol sérico quando comparados com HF-P21. Também foi verificado redução na esteatose hepática de HFA-P21. Houve redução na expressão de Srebpf1 em HFA-P1, enquanto a expressão de Sirt1, Srebpf1 e Fasn aumentou no grupo HFA-P21. Não foram observadas diferenças significativas na expressão proteica de SIRT1 e SREBP1. Em relação ao estado oxidativo, não foram encontradas diferenças significativas nas enzimas antioxidantes e nos biomarcadores. Pode-se concluir que a introdução do açaí na dieta materna HF preveniu o acúmulo de gordura hepática e restabeleceu a homeostase do estado redox das ratas. Os efeitos observados na prole sugerem que a introdução de alimentos ricos em compostos bioativos, como o açaí, podem retardar o dano hepático o causado pela dieta materna HF.
metadata.dc.description.abstracten: Excess lipids in the uterine environment may trigger the development and progression of non-alcoholic fatty liver disease (NAFLD). Bioactive compounds present in plants are an interesting therapeutic approach to perform different effects on metabolism. A fruit with high content of phenolic compounds and with possible beneficial effect is the açaí (Euterpe oleracea Martius), but little is known about its effect on maternal high-fat diet. This study aims to evaluate the effect of açaí pulp supplementation during pregnancy and lactation, in the offspring of Fischer rats fed on a high-fat diet. Twenty-eight rats were divided into four groups: Control Diet (c), high-fat diet (HF), control diet plus 2% of açaí pulp (CA) and high-fat diet plus 2% of açaí pulp (HFA), two weeks before mating and during the whole gestational and lactational period. The lipid and oxidative metabolism of the rats was evaluated and the male pups were studied in two moments: after birth (P1) and weaning (P21). Our results show that the group of HFA dams showed an increase in body mass and a reduction in the relative liver weight, fat and hepatic content of cholesterol. Also, there was a reduction in hepatic steatosis in the group of HFA dams, however, we observed increase in serum cholesterol and the expression of Srebf1 and Fasn. In relation to the redox state, an increase in hepatic levels of malondialdehyde (MDA) and carbonylated protein in the HF group. The supplementation with açaí pulp was able to prevent increase in oxidative stress, reduction of the hepatic levels of MDA and carbonylated proteins, and the activity of the enzymes SOD, CAT and GPx in the HFA group. Regarding the offspring, we found a lower value in the absolute liver weight of the animals HFA P1 and P21. HFA-P21 showed a reduction in serum cholesterol when compared to HF-P21. A reduction in hepatic steatosis of HFA-P21was also observed. There was a reduction in the expression of Srebpf1 in HFA-P1, while the expression of Sirt1, Srebpf1 and Fasn increased in the HFA-P21. No significant differences were observed in the protein expression of SIRT1 and SREBP1. In relation to the oxidative state, no significant differences were found in the antioxidant enzymes and biomarkers. It can be concluded, that the introduction of açaí pulp in the HF maternal diet prevented the accumulation of liver fat and restored the homeostasis of the redox state of the dams. The effects observed in the offspring suggest that the introduction of foods rich in bioactive compounds, such as açaí, can slow down liver damage caused by the maternal HF diet.
Description: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/11680
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 17/07/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPCBIOL - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_ConsumoPolpaAçai.pdf3,83 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons