Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/10635
Title: A variação dos pronomes tu e você na fala mineira de Ressaquinha (MG).
Authors: Silva, Suelen Cristina da
metadata.dc.contributor.advisor: Gonçalves, Clézio Roberto
Keywords: Sociolinguística
Pronomes
Ressaquinha - MG
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Gonçalves, Clézio Roberto
Mendes, Soélis Teixeira do Prado
Coelho, Maria do Socorro Vieira
Citation: SILVA, Suelen Cristina da. A variação dos pronomes tu e você na fala mineira de Ressaquinha (MG). 2017. 100 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2017.
Abstract: Este trabalho fundamenta-se nos pressupostos teóricos-metodológicos da Teoria da Variação, seguindo os preceitos de Heinrich; Labov; Herzog, 2006 [1968]), Labov (2008 [1972]), entre outros. O objetivo do presente estudo é descrever e analisar a variação dos pronomes de segunda pessoa do singular (tu e você) no falar ressaquinhense, identificando os fatores linguísticos e extralinguístico que influenciam o uso de uma ou outra forma pronominal. A amostra é constituída de 24 entrevistas e estratificada em função da área geográfica (zona urbana e zona rural); faixa etária (20 a 35 anos, 36 a 50 anos e 50 anos ou mais) e sexo (feminino e masculino). Os dados gerais indicaram a predominância de você sobre o tu em Ressaquinha (MG). O programa GoldVarb X selecionou 4 fatores que favorecem o uso de tu, na seguinte ordem de relevância: tipo de referência (específica); contexto sintático (sujeito); tipo de discurso (direto); faixa etária (19 a 35 anos). Outras variáveis, tais como contexto frasal, sexo e área geográfica não foram selecionadas pelo programa, mas demonstrou que o pronome tu no falar ressaquinhense é mais recorrente nas frases interrogativas, nas falas masculinas e na zona urbana, respectivamente.
metadata.dc.description.abstracten: This paper is based on the theoretical and methodological assumptions of Theory of Variation, following the precepts of Weinreich; Labov; Herzog, 2006 [1968]), Labov (2008 [1972]), among others. The purpose of this study is to describe and analyze the variation of the second-person singular pronouns (“tu” and “você”) in the speech of the residents of the town of Ressaquinha, identifying the linguistic and extralinguistic factors that influence the use of one or another pronominal form. The sample consists of 24 interviews and it was stratified according to the geographical area (urban and rural areas); age group (20 to 35 years, 36 to 50 years and 50 years or more) and sex (female and male). The data showed a predominance of “você” over “tu” in Ressaquinha (MG). The software GoldVarb X selected four factors that favor the use of “tu”, in the following order of relevance: reference type (specific); syntactic context (subject); type of speech (direct); age group (19 to 35 years). The software did not select other variables, such as context, sex, and geographical area, but it indicated that the pronoun “tu” in the speech of the inhabitants of Ressaquinha is more recurrent in interrogative sentences, in male speech, and in the urban area, respectively.
Description: Programa de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10635
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 18/01/2019 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite a adaptação.
Appears in Collections:POSLETRAS - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_VariaçãoPronomesTu.pdf1,3 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons