Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9675
Título: Variabilidade fenotípica da espécie microendêmica Arthrocereus glaziovii Zappi & Taylor (Cactaceae) em campos rupestres ferruginosos.
Autor(es): Cilmaco, Luis Fernando dos Santos
Orientador(es): Moreira, Patrícia de Abreu
Carmo, Flávio Fonseca do
Palavras-chave: Cacto
Quadrilátero ferrífero - MG
Ecossistema
Data do documento: 2017
Membros da banca: Moreira, Patrícia de Abreu
Bahia, Thaíse de Oliveira
Messias, Maria Cristina Teixeira Braga
Referência: CLIMACO, Luis Fernando dos Santos. Variabilidade fenotípica da espécie microendêmica Arthrocereus glaziovii Zappi & Taylor (Cactaceae) em campos rupestres ferruginosos. 2017. 58 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Resumo: Uma espécie de planta pode expressar variações dependentes das condições ambientais a que está sujeita. Os campos rupestres ferruginosos do Quadrilátero Ferrífero (QF) ocorrem naturalmente fragmentados em topos de montanha. São ambientes muito ricos em biodiversidade e ameaçados pelas atividades antrópicas relacionadas a mineração. As limitações no fluxo gênico, heterogeneidade da superfície rochosa rica em metais e condições edafoclimáticas severas, são fatores que promovem diferenças nas populações de plantas nestes locais. Dentre as espécies ameaçadas pela redução dos campos rupestres ferruginosos, Arthrocereus glaziovii se destaca por ser uma cactácea rara e exclusiva de algumas montanhas do QF. Com o objetivo de se verificar variações entre populações desta planta, foram estudados 246 indivíduos (touceiras) distribuídos em seis topos de montanhas: Itatiaiuçu, Piedade, Rola Moça, Moeda e morros do Chapéu e Aredes. De cada indivíduo foram medidas a altura e o diâmetro, quantificados os frutos produzidos, os quais foram posteriormente pesados e as sementes contabilizadas. Foram realizados testes de germinação para obtenção da Taxa de Germinação e Índice de Velocidade de Germinação. Em cada população foi feita a classificação do substrato de ocorrência do indivíduo quanto a morfologia da superfície (aglomerado, granular e laje) e análise química do solo (N, P, K, Ca, S, Fe, Cu, Mn, Al, Mg, Zn, pH e matéria orgânica). Houve diferenças morfológicas entre e dentro das populações estudadas. Três grupos foram formados para a altura das plantas: Moeda, Aredes/Chapéu/Rola Moça e Piedade/Itatiaiuçu enquanto que, para o diâmetro, as populações se agruparam de maneira distinta: Moeda/Aredes, Chapéu/Rola Moça/Piedade e Itatiaiuçu. A massa verde média dos frutos foi maior em Itatiaiuçu. A produção de sementes apresentou correlação positiva com a massa verde dos frutos (p< 0,05). Além disso, a massa verde e o número de frutos produzidos apresentaram correlação positiva com a altura e diâmetro das plantas (p< 0,01). A maior produção de frutos foi observada em Piedade e Rola Moça. As populações das Serras de Itatiaiuçu e Piedade apresentaram os maiores indivíduos. Essas características, que refletem o tamanho da planta, foram correlacionadas positivamente com a ocorrência do substrato tipo laje. Para a %G e o IVG foram formados dois grupos. O Grupo 1 composto pelas populações: Rola Moça/Piedade/Chapéu e o Grupo 2 composto por Moeda/Itatiaiuçu/Arêdes. O Grupo 1 obteve %G média de 6,9% e o Grupo 2 obteve 39,7%. O IVG médio do Grupo 2 foi superior ao do Grupo 1, com 1,16 e 0,18 respectivamente. A %G apresentou correlação negativa com o teor de Fe e Mn. As diferenças encontradas reforçam a necessidade de se incluir diferentes critérios de análise e manejo para estratégias de conservação, em nível de populações, principalmente em se tratando de espécies de distribuição restrita.
Resumo em outra língua: A species of plant expresses variations, such as which are dependent on environmental conditions and are that subject. The ferruginous rupestrian fields of the Iron Quadrangle (QF) naturally involve fragments in mountain tops. These environments are very rich in biodiversity and threatened by anthropogenic activities related to mining. Limitations in gene flow, heterogeneity of the rocky surface rich in metals and severe edaphic and climatic conditions, are factors that promote differences in the plant populations in these places. Among the species threatened by the reduction of ferruginous rupestrian fields, Arthrocereus glaziovii stands out for being a rare cactus and exclusive of some QF mountains. In order to verify variations among populations of this plant, 246 cacts (clumps) were studied in six mountain tops: Itatiaiuçu, Piedade, Rola Moça, Moeda and hills of Chapéu and Aredes. From each individual the height and diameter were measured, the fruits produced were quantified, which were later weighed and the seeds counted. Germination tests were carried out to obtain the Germination Rate and the Germination Speed Index. In each population, a classification of the substrate of occurrence of the individual was made regarding the morphology of the surface in agglomerate, granular and slab. The following soil variables N, P, K, Ca, S, Fe, Cu, Mn, Al, Mg, Zn, pH and organic matter were quantified. There was differences among and inside the populations studied. Three groups formed for a height of the plants: Moeda, Aredes/Chapéu/Rola Moça and Piedade/Itatiaiuçu whereas, for the diameter, as populations were grouped in a different way: Moeda/Aredes, Chapéu/Rola Moça/Piedade and Itatiaiuçu. The average weight of the fruits was higher in Itatiaiuçu. The seeds production showed a positive correlation with fruit weight (p <0.05). In addition, the weight and number of fruits produced showed a positive correlation with a height and diameter of the plants (p <0.01). The highest production of fruits was observed in Piedade and Rola Moça. The populations of the Itatiaiuçu and Piedade Mountains presented the largest individuals. These characteristics, which reflect the size of the plant were positively correlated with an occurrence of the slab substrate. Two groups were formed for %G and IVG. Group 1 consists of populations: Rola Moça/Piedade/Chapéu and Group 2 composed by Moeda/Itatiaiuçu/Arêdes. Group 1 had a mean %G of 6.9% and Group 2 had 39.7%. The %G presented an important decrease when correlated with the Fe and Mn content. The differences found reinforce the need to include different analysis and management criteria for conservation strategies, at the population level, especially when dealing with restricted species.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9675
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 16/02/2018, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTACAO_VariabilidadeFenotípicaEspécie.pdf1,69 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons