Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/9474
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLameiras, Fernando Soarespt_BR
dc.contributor.advisorPinto, Lúcio Carlos Martinspt_BR
dc.contributor.authorMol, Adriano Aguiar-
dc.date.accessioned2018-02-06T18:32:29Z-
dc.date.available2018-02-06T18:32:29Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationMOL, Adriano Aguiar. Avaliação da superfície de quartzos lapidados via processamento digital de imagens. 2016. 143 f. Tese (Doutorado em Engenharia de Materiais) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/9474-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Engenharia de Materiais. Departamento de Engenharia Metalúrgica, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractUma das principais gemas empregadas em joias é o Quartzo, fase cristalina estável do dióxido de silício à temperatura ambiente, que pode ser encontrado em diferentes variedades. Esse material é beneficiado na lapidação, um processo de desgaste abrasivo em etapas sequenciais de diminuição progressiva da rugosidade superficial, cuja etapa final é o polimento. Na abrasão controlada de materiais frágeis como o quartzo, a remoção de material é resultado de deformações microscópicas, microfraturas e arrancamento das lascas geradas, que varia de acordo com os materiais envolvidos e a dinâmica dos contatos. A qualidade da lapidação está ligada à ausência de imperfeições no acabamento final e à simetria entre as partes da gema, que influenciam suas qualidades ópticas como brilho e transparência. A avaliação da qualidade da lapidação é feita por inspeção visual, onde se observa a interferência dos defeitos superficiais remanescentes do processo abrasivo no seu desempenho óptico. Existem normas internacionais para classificação de diamantes lapidados, mas não foram encontrados parâmetros para a aferição da qualidade da lapidação de gemas diversas que conjuguem aspectos objetivos, como a medição das marcas de polimento, que podem ser encontradas em uma gema lapidada. As técnicas mais utilizadas de caracterização da superfície são tradicionalmente feitas por parâmetros estatísticos ou funcionais, e métodos ópticos que apresentam simultaneamente vantagens e desvantagens. Nesse trabalho, foi elaborado um método de avaliação da superfície tridimensional de uma gema lapidada com uso de microscópio óptico e processamento digital de imagens, voltado à aplicação prática e direcionado aos especialistas que atuam comercialmente na avaliação de gemas. A proposta inicial de avaliação quantitativa da qualidade da superfície de quartzos lapidados foi alcançada com o método proposto, que permitiu classificar um banco de amostras em cinco categorias, de acordo com as métricas em i) quantidade de defeitos e ii) área relativa dos defeitos em função da superfície observada.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.rights.uriAn error occurred getting the license - uri.*
dc.subjectLapidaçãopt_BR
dc.subjectPolimentopt_BR
dc.subjectQuartzopt_BR
dc.subjectProcessamento de imagens - técnicas digitaispt_BR
dc.titleAvaliação da superfície de quartzos lapidados via processamento digital de imagens.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 11/01/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeLameiras, Fernando Soarespt_BR
dc.description.abstractenQuartz, found in different varieties, is the stable crystalline phase of silicon dioxide at room temperature. It is one of the main gemstones used in jewelry, where it is processed by abrasive wear in sequential steps of gradual reduction in surface roughness, having polishing as a final step. In the controlled abrasion of fragile materials such as quartz, material removal derives from microscopic deformations, crack generation and pullout of the resulting chips. The materials involved and the dynamics of the contacts influence this system. Cut quality is related to the absence of imperfections in the finishing of a gemstone, and the symmetry between its parts, that would both influence its optical qualities such as gloss and transparency. The interference of remaining surface defects of the cutting process in the optical performance of a gemstone is observed in the evaluation of its cutting quality, made by visual inspection. In polished diamonds classification, there are international standards, but no objective parameters such as the measurement of polishing marks were found for gauging the quality of faceting gemstones. Traditional surface characterization techniques usually employ statistical or functional parameters together with contact or optical methods, which have both advantages and disadvantages. In this thesis, a method of three-dimensional surface assessment of a polished gemstone with use of light microscopy and digital image processing was designed, focused on the practical application by specialists who commercially evaluate gems. With the presented method, the initial goal of quantitative assessment of surface quality in polished quartz was achieved, in the classification of the samples into five categories, accordingly to the two metrics proposed: i) the number of defects and ii) area of defects related to the observed surface.pt_BR
Appears in Collections:REDEMAT - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_AvaliaçãoSuperfícieQuartzos.pdf88,03 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons