Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7623
Título: Implicações da neurociência cognitiva na prática pedagógica de professores de biologia.
Autor(es): Galvão, Sirlandia Kelis Pereira Agra
Orientador(es): Cruz, Luciana Hoffert Castro
Palavras-chave: Neurociência cognitiva
Aprendizagem
Formação de professores - prática
Ciências - educação e ensino
Data do documento: 2016
Membros da banca: Franco, Marco Antônio Melo
Guerra, Leonor Bezerra
Referência: GALVÃO, Sirlandia Kelis Pereira Agra. Implicações da neurociência cognitiva na prática pedagógica de professores de biologia. 2016. 121f. Dissertação (Mestrado em Ensino de Ciências) – Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Resumo: A neurociência cognitiva vem despontando como uma ciência que oferece suporte científico à ciência da educação, pois objetiva aspectos inerentes ao cérebro humano como a recepção de informações, seu processamento e armazenamento na memória, dentre outros. O professor atua corriqueiramente intervindo na neurobiologia dos estudantes por meio de procedimentos pedagógicos que podem resultar em modificações eletroquímicas transitórias ou permanentes, concernentes às informações adquiridas. A aprendizagem é o ponto de interseção entre a Educação e as Neurociências. No âmbito escolar, ao receber uma informação, por meio do sistema sensorial, o cérebro do aluno se modifica bioquimicamente, a fim de estabelecer uma comunicação interneuronal. O conhecimento é materializado no córtex cerebral, mas nem todos os estímulos externos são armazenados. O cérebro prioriza padrões significativos; as informações processadas como importantes são armazenadas e o grau de importância varia de indivíduo para indivíduo. Para que as intervenções pedagógicas sejam mais assertivas é importante que o professor se aproprie de como o cérebro humano recepciona informações, processa e armazena na memória. Esse trabalho de abordagem qualitativa se dedicou a analisar sob as perspectivas da neurociência cognitiva os procedimentos pedagógicos de três professores de biologia, bem como as contribuições da neurociência para o setor educacional. Com a aplicação de um pré-teste de sondagem foi possível aferir que os professores apresentaram pouco ou nenhum conhecimento sobre o cérebro e seus mecanismos de aprendizagem. Após observações das aulas expositivas, foi produzido um minicurso virtual sobre as bases neurocientíficas do processo ensino e aprendizagem, que abordou também os conhecimentos sobre o funcionamento cerebral, noções sobre emoções e plasticidade cerebral, enfatizando as estratégias docentes que podem potencializar a aprendizagem e aplicado na modalidade semipresencial para os professores envolvidos na pesquisa. Os professores foram, então, sondados por meio de um questionário pós-teste. Os resultados indicaram que houve receptividade do tema e os professores em unanimidade confirmaram a aplicabilidade dos preceitos tratados no minicurso e predisposição em adotar os procedimentos respaldados pelos princípios da aprendizagem cerebral. Dessa forma compreende-se que as pesquisas em neurociência cognitiva podem trazer uma contribuição efetiva para o contexto educacional.
Resumo em outra língua: The cognitive neuroscience is emerging as a science that gives scientific support to Education, and its purpose is to clarify some aspects of human brain function as reception of information, its processing and storage as memory, among others. Teachers usually interfere in student´s neurobiology of students through educational procedures that result in transitional or permanent electrochemical changes concerning the information acquired. Learning is the point of intersection between Education and Neuroscience. At schools, students receive information through their sensory system, their brain are biochemically changed in order to establish an interneuronal communication. Knowledge is materialized in cerebral cortex. However, not all external stimuli are stored. Human brain prioritizes meaningful patterns; only important information is stored. It is worth pointing out that the degree of importance varies from individual to individual. Assertive educational interventions include teacher´s knowledge about how human brain receives information, processes and stores it in memory. The present study involved a qualitative approach dedicated to analyze teaching procedures of three Biology teachers, as well as the contributions of Neuroscience for the Educational sector. A verification pretest was used to determine what teachers know about Neuroscience. Results showed that teachers presented little or no knowledge about the brain and learning mechanisms. After observation of their biology classes, they were invited to watch and study a virtual lecture about neuroscientific bases of teaching and learning process, about brain function, also understanding emotions and brain plasticity, and finally teaching strategies that can enhance learning. Teachers had the opportunity to discuss some question with the principal researcher of this study, to solve any doubt. The analysis of the observations made it possible to detect that the pedagogical practice was unaware of the principles governing the learning brain format, especially in aspects that encompass the formation of memory. The teachers were then probed through a post-test questionnaire. The results indicated that there was a good receptivity of the theme and the teachers were unanimous: they confirmed the applicability of the Neuroscience principles addressed in lecture and their predisposition to adopt procedures backed by Neuroscience and Learning principles. Therefore, it is understandable that the cognitive neuroscience research can bring an effective contribution to the educational context.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ensino de Ciências, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7623
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pela autora, 27/03/2017, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:MPEC - Mestrado (Dissertação)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_ImplicaçõesNeurociênciaCognitiva.pdf2,14 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir
PRODUTO_ImplicaçõesNeurociênciaCognitiva.rar577,4 MBUnknownVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons