Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7498
Título: A independência de Portugal : história, progresso e decadência na obra de Francisco Solano Constâncio (1808-1840).
Autor(es): Rodrigues, Thamara de Oliveira
Orientador(es): Araújo, Valdei Lopes de
Palavras-chave: Historiografia
Data do documento: 2014
Membros da banca: Araújo, Valdei Lopes de
Pereira, Luisa Rater
Cezar, Temístocles Américo Corrêa
Referência: RODRIGUES, Thamara de Oliveira. A independência de Portugal : história, progresso e decadência na obra de Francisco Solano Constâncio (1808-1840). 2014. 148 f. Dissertação (Mestrado em História) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2014.
Resumo: Nesta dissertação, buscou-se compreender como o fenômeno da Independência do Brasil alterou a experiência da história portuguesa. A partir da trajetória intelectual do letrado luso, Francisco Solano Constâncio (1777-1846), autor completamente imerso nos debates acerca da Independência, tornou-se possível acompanhar a construção e o esgotamento de estruturas narrativas e conceituais fundamentais para o realinhamento da relação entre Portugal e Brasil após 1808. Priorizou-se, a partir de diversos textos do autor, incluindo sua História do Brasil (1839), a análise dos conceitos fundamentais de história, progresso e decadência em sua narrativa, bem como a produção ou diminuição do distanciamento histórico entre ambos os reinos. A partir desta análise, buscou-se descrever e compreender quais expectativas foram rompidas ou intensificadas a partir da separação política que dificultou o restabelecimento de um sentido positivo para a história de Portugal em função da perda do Brasil.
Resumo em outra língua: This dissertation sought to understand how the phenomenon of the Independence of Brazil changed the experience of Portuguese history. Based on the intellectual trajectory of the Portuguese scholar, Francisco Solano Constâncio (1777-1846), author completely immersed in the discourses of the Independence, became possible to follow the construction and the exhaustion of the narratives and conceptual fundamental structures for the realignment of the relationship between Portugal and Brazil after 1808. The analysis of the fundamental concepts of history, progress and decadence, as well as the production or decrease of the historical distance between both kingdoms, was prioritized from the different texts of the author, including his História do Brasil (1839). From this analysis, we sought to describe and understand what expectations were broken or intensified from the political separation that has hindered the reestablishment of a positive sense for the history of Portugal due to the loss of Brazil.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em História. Departamento de História, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7498
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 27/03/2017, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPGHis - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_IndependênciaPortugalHistória.pdf1,12 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.