Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7119
Título: Recuperação dos serviços ecossistêmicos em matas ciliares reflorestadas.
Autor(es): Martins, Iuri Silveira
Orientador(es): Kozovits, Alessandra Rodrigues
Pinto, Alexandre de Siqueira
Palavras-chave: Ecossistemas - administração
Biodiversidade - conservação
Carbono
Mata ciliar
Reflorestamento
Data do documento: 2016
Membros da banca: Botelho, Soraya Alvarenga
Kozovits, Alessandra Rodrigues
Messias, Maria Cristina Teixeira Braga
Referência: MARTINS, Iuri Silveira. Recuperação dos serviços ecossistêmicos em matas ciliares reflorestadas. 2016. 115f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Resumo: O sucesso dos reflorestamentos deve ser avaliado através de medidas do funcionamento e do equilíbrio dos processos ecológicos nas matas estabelecidas, indicando a capacidade de regeneração, o abrigo de fauna e a capacidade de armazenar carbono atmosférico, por exemplo. Dessa forma, objetivou-se comparar a produção, decomposição e qualidade da serapilheira, a transferência de nutrientes para o solo, assim como os estoques de carbono com alguns parâmetros fitossociológicos em uma cronossequência de áreas reflorestadas com diferentes larguras de faixa plantada. Os dados foram coletados em um fragmento de mata ciliar e em quatro reflorestamentos, todos localizados no entorno da Usina Hidrelétrica (UHE) de Volta Grande, no município de Conceição das Alagoas, Minas Gerais. A produção de serapilheira mostrou padrão sazonal, com maiores deposições na estação seca. A produção da serapilheira apresentou maiores produções nas matas com maiores idades e com fragmentos mais largos, além de exibir relação positiva com a abundância de plantas. Isso pode ter sido influenciado tanto por déficit hídrico como por uma gama de fatores locais: a fertilidade do solo, mecanismos genéticos, fotoperíodo, temperatura e diversidade da flora, dentre outros. A qualidade da serapilheira foi influenciada pela idade e largura, para alguns nutrientes, tendo as matas com idades mais avançadas a maior concentração de Ca e K, e menor de C. O fragmento de 400 metros exibiu maior concentração de Ca e menor de C. A estratégia de conservação de nutrientes das espécies encontradas e a fertilidade do solo, juntamente com as mudanças microclimáticas ocasionadas pelas diferenças na abertura do dossel, são as principais vias que influenciam a qualidade da serapilheira. Houve maiores transferências de nutrientes para as maiores idades para N, K e Ca. Já em matas mais largas, as transferências foram superiores para N, K e Mg, sendo que alguns nutrientes apresentaram sazonalidade, padrão que reflete a qualidade e a produção da serapilheira observados nessas áreas. As maiores taxas de decomposição foram verificadas na primeira coleta (44 dias) e nas maiores idades. A cobertura do dossel afetou aspectos microclimáticos, possibilitando maiores taxas de decomposição nos estágios com idade mais avançadas. Os estoques de carbono na biomassa arbórea foram maiores nos reflorestamentos, possivelmente em decorrência do número de espécies pioneiras e da qualidade do solo. A serapilheira apresentou maiores estoques de carbono nas menores idades e larguras devido à ciclagem de nutrientes menos intensa. Os povoamentos mais maduros estocaram mais carbono no solo em função da maior produção e decomposição da serapilheira. De acordo com a maioria dos parâmetros avaliados, é possível dizer que as matas reflorestadas (em estágio menos avançados), para a maioria dos parâmetros analisados, ainda não atingiram o patamar de serviços ecossistêmicos observados na mata em estágio avançado.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/7119
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo autor, 22/10/2016, com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0, que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que seja citado o autor e licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação desta.
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_RecuperaçãoServiçosEcossistêmicos.pdf2,38 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.