Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/6993
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorLibânio, Marcelopt_BR
dc.contributor.advisorSilva, Gilmare Antônia dapt_BR
dc.contributor.authorPereira, Luciano Gomes-
dc.date.accessioned2016-09-30T18:21:15Z-
dc.date.available2016-09-30T18:21:15Z-
dc.date.issued2016-
dc.identifier.citationPEREIRA, Luciano Gomes. Desenvolvimento de sistema de indicadores de desempenho operacional de estações convencionais de tratamento de água. 2016. 117 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/6993-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. Núcleo de Pesquisas e Pós-Graduação em Recursos Hídricos, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractAs estações convencionais de tratamento de água podem ter limites operacionais além do previsto no projeto quanto à vazão afluente. A constatação de parâmetros de potabilidade dentro do padrão em relatórios de monitoramento de estações de tratamento que operaram com vazões acima da projetada sustenta esta afirmação, sendo que o sucesso do tratamento está atrelado não somente à capacidade hidráulica, mas também à operacionalização adequada, às características e ao estado geral das unidades de tratamento. O resultado do desempenho no decorrer do tratamento convencional, barreira que contribui para o enquadramento da qualidade da água para consumo humano a partir das unidades que o compõem (mistura rápida, floculador, decantador, filtro e tanque de contato), constitui importante informação sobre a operação das estações projetadas com base nessa tecnologia e tornaram-se objeto desta pesquisa. O principal objetivo para a abordagem ora apresentada foi desenvolver sistema de indicadores de desempenho de estações convencionais de tratamento de água a partir da visão do prestador de serviço. A metodologia usada consistiu em quatro etapas principais: (i) definição dos indicadores e justificativa; (ii) formulação e aplicação do sistema de indicadores a um conjunto de cinco pequenas estações (vazões nominais entre 20 e 60 l/s); (iii) hierarquização das estações amostradas e (iv) análise estatística a partir dos resultados de cálculo dos indicadores. A entrada para o cálculo dos indicadores foram os dados de monitoramento operacional diário das estações de tratamento de água amostradas referentes aos anos de 2011 e 2012 e a saída foram os índices que demonstraram o desempenho das estações: IDO – Índice de Desempenho Operacional, obtido através dos IR – Indicadores de Resultado e ISO – Índice de Sobrecarga Operacional, obtido através dos IC – Indicadores de Causa. Trata-se de uma composição de sistema de indicadores inédita. O sistema com 13 indicadores foi proposto e aplicado para avaliação de desempenho de estações convencionais de tratamento de água de pequeno porte. A aplicação possibilitou a hierarquização das estações e avaliação do resultado no decorrer do tratamento.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectIndicadores ambientaispt_BR
dc.subjectÁgua - estações de tratamentopt_BR
dc.subjectAbastecimento de águapt_BR
dc.subjectSaneamentopt_BR
dc.titleDesenvolvimento de sistema de indicadores de desempenho operacional de estações convencionais de tratamento de água.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 05/08/2016 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereePádua, Valter Lúcio dept_BR
dc.contributor.refereeFonseca, Alberto de Freitas Castropt_BR
dc.description.abstractenConventional water treatment plants may present operational limits over the flow rate projected. Potability parameters according standards when the flow rate is higher than projected allows this conclusion. Moreover, the success of treatment is associated with suitable operation, characteristics of equipments and physical conditions of the plants. The performance throughout the multiple steps which comprising conventional treatment (rapid mixing, flocculation, clarification, filtration and disinfection) constitutes relevant information about conventional water treatment plants operation and it became subject of this research. The main objective of the research was to develop and apply performance indicators (PI) system for the assessment of conventional water treatment plants under the service provider perspective. The methodology used consisted in four main steps: (i) definition and justification; (ii) formulation and application of the developed system to evaluate five small size plants (inflow rate from 20 to 60 L.s-1); (iii) development of plants hierarchy (iv) statistical analysis based on the indicators results. The input for calculations was the operational monitoring dataset of water treatment plants years 2011 and 2012. The output were indexes, which demonstrated the performance: OPI - Operational Performance Index obtained by summation of the RI - Results Indicators and OOI - Operational Overload Index, obtained by summation of the CI - Cause Indicators. Thus, it was proposed a Performance Indicators (PI) system with 13 indicators to assess conventional water treatment plants. In this case, the application was for small WTPs. The application shows the ranking of water treatment plants and allows assessment throughout multiple steps of treatment.pt_BR
Appears in Collections:PROAMB - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_DesenvolvimentoSistemaIndicadores.pdf2,1 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.