Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4849
Título: As serpentes da região de Ouro Branco, extremo sul da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais.
Título(s) alternativo(s): Snakes of Ouro Branco region, south of Espinhaço Range, Minas Gerais.
Autor(es): São Pedro, Vinícius de Avelar
Pires, Maria Rita Silvério
Palavras-chave: Serpentes
Geographic distribution
Mata Atlântica
Cerrado
Espinhaço Range
Data do documento: 2009
Referência: SÃO PEDRO, V. de A.; PIRES, M. R. S. As serpentes da região de Ouro Branco, extremo sul da Cadeia do Espinhaço, Minas Gerais. Revista Ceres, v. 56, p. 166-171, 2009. Disponível em: <http://www.redalyc.org/articulo.oa?id=305226730009>. Acesso em: 15 out. 2014.
Resumo: Foi realizado o levantamento da fauna de serpentes da região de Ouro Branco (20º31’14’’S - 43º41’29’’W), localizada no sul da Cadeia do Espinhaço, em Minas Gerais, Sudeste do Brasil, quando foram registradas 28 espécies de serpentes, distribuídas em 4 famílias e 21 gêneros. A família Colubridae foi a mais representativa, com 78% das espécies, seguida por Viperidae, com 14% das espécies. Elapidae e Leptotyphlopidae foram registradas com apenas uma espécie (3,5%) para cada família. Seis espécies de importância médica foram encontradas: Bothrops alternatus, B. jararaca, B. neuwiedi, Crotalus durissus, Micrurus frontalis e Philodryas olfersii. Os postos de coleta constituíram o método mais eficiente na amostragem de serpentes, sendo responsáveis pelo registro de 68% das espécies encontradas nesse levantamento. Obteve-se, através do índice qualitativo de Sorensen, a similaridade da ofidiofauna da região de Ouro Branco com a região de Ouro Preto (0,67) e Serra do Cipó (0,61). __________________________________________________________________________
ABSTRACT: In a first survey of the snake fauna in the Ouro Branco region (20º31’14'’S – 43º41’29'’W), located in the south of Espinhaço Range, State of Minas Gerais, southeastern Brazil there were recorded 28 snake species, from 4 families and 21 genera. Colubridae was the most representative family, accounting for 78% of species, following the Viperidae family, with 14%. Elapidae and Leptotyphlopidae were represented each one by only one species (3.5%). Six clinically relevant venomous snakes were found: Bothrops alternatus, B. jararaca, B. neuwiedi, Crotalus durissus, Micrurus frontalis and Philodryas olfersii. Collection stations were the most efficient method for snake sampling, accounting for 68% of species recorded in this survey. Sorensen’s similarity index was used to compare the snake fauna of Ouro Branco with Ouro Preto (0.67) and Serra do Cipó (0.61).
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/4849
ISSN: 21773491
Licença: A Revista Ceres permite que o Repositório Institucional da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP) deposite uma cópia eletrônica dos artigos publicados por esse periódico  em que ao menos um dos autores faça parte da comunidade cientifica da UFOP. Fonte: Licença concedida por mediante preenchimento de formulário no dia 27 jan. 2014.
Aparece nas coleções:DEBIO - Artigos publicados em periódicos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
ARTIGO_SerpentesRegiãoOuro.pdf189,22 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.