Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/3081
Title: Análise de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos – HPAs – em sedimentos do ribeirão do Funil na região de Ouro Preto – MG.
Authors: Souza, Wesley Robert de
metadata.dc.contributor.advisor: Afonso, Robson José de Cássia Franco
Keywords: Hidrocarbonetos policíclicos aromáticos
Sendimentos fluviais
Metais
Recursos hídricos
Ouro Preto - Minas Gerais
Issue Date: 2007
Publisher: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. PROÁGUA, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Citation: SOUZA, W. R. de. Análise de hidrocarbonetos policíclicos aromáticos – HPAs – em sedimentos do ribeirão do Funil na região de Ouro Preto – MG. 2007. 79 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2007.
Abstract: As águas de rios, córregos e lagos da região de Ouro Preto têm sido alvo de vários estudos por diversos pesquisadores. O sistema hídrico desta região está sujeito à contaminação por atividades mineradoras, industriais e outras formas antrópicas. Além disso, sabe-se que ainda não se encontra na cidade um sistema eficiente de tratamento da água antes de torná-la disponível ao consumo humano. Neste trabalho, foram determinados e quantificados 11 Hidrocarbonetos Policíclicos Aromáticos (HPAs) em amostras de sedimentos e foi feita uma avaliação dos parâmetros físico-químicos nas amostras aquosas do Ribeirão do Funil. Foram definidos 4 pontos de amostragem sendo dois deles (pontos 1 e 2) à montante e dois ( pontos 3 e 4) à jusante de uma fábrica de alumínio localizada na cidade de Ouro Preto. Foram realizadas 3 campanhas de amostragem durante o estudo sendo duas em época de seca e uma em período chuvoso. As amostras de sedimento foram submetidas à extração soxhlet e os extratos obtidos concentrados em um sistema Kuderna-Danish (US-EPA METHOD 3540C). Previamente à análise, foi feito o “clean-up” das amostras em uma coluna de sílica gel ativada, conforme (US-EPA METHOD 3630 C). As amostras foram analisadas por Cromatografia Líquida de Alta Eficiência – CLAE, com uma coluna C-18 de fase reversa e detector de fluorescência. Nas amostras aquosas, foi feito um estudo da qualidade das águas do ribeirão através da avaliação físico-química e metais. Foram quantificados 11 HPAs, sendo que a maior concentração nas 3 coletas foi de benzo(b)fluoranteno (3679,05 ng/g). Em algumas amostras encontrou-se benzo(a)pireno em concentrações de até 712 ng/g de sedimento e sabe-se que esteHPA apresenta alto potencial carcinogênico. O ponto 3 foi o mais crítico na contaminação por HPAs e os elevados teores destes contaminantes podem estar relacionados com a proximidade da fábrica de alumínio, pois algum material contaminado com HPAs pode estar sendo lançado nas águas do ribeirão por arraste das águas da chuva na lavagem do pátio e dos telhados da fábrica ou até mesmo por lançamento de efluentes contaminados, que posteriormente vão contaminar os sedimentos. Os resultados do estudo físico-químico apontaram a baixa qualidade das águas quando comparados com os limites estabelecidos pela CONAMA 357 (Março 2005) para águas de classe 1 e identificou-se a contaminação por metais de alta toxicidade, como arsênio em concentrações de até 39,08 µg/L e chumbo (160,6 µg/L). A avaliação de HPAs em sedimentos desta região é inédita e pode ser considerada de grande importância, pois estes contaminantes são conhecidos por serem carcinogênicos e a presença do benzo(a)pireno em algumas amostras confere sérios riscos de toxicidade que comprometem a qualidade ambiental da área estudada.
metadata.dc.description.abstracten: The waters from rivers, streams and lakes from Ouro Preto region had been studied by various researches. The hydric system of this region is subjected to contamination from mining activities, industries and other anthropic sources. In spite of this, Ouro Preto thus not have a proper water treatment plant. In this work, were determined and quantified eleven Polycyclic Aromatic Hydrocarbons (PAHs) in sediment samples and were evaluated the physico-chemical proprieties of aqueous samples from the Ribeirão do Funil. The sampling points were defined in four places along the stream. Two of them, were located upstream to the aluminum smelting plant and two downstream to it. Those last two points are also located after the urban center of Ouro Preto. The samples werecollect in three different sampling campaigns. The sediment samples were subjected to soxhlet extraction and the extracted produced was concentrated using Kuderna_Danish (US-EPA METHOD 3540C). The extracts were clean-uped trough an activated silica gel column in accordance to the USEPA METHOD 3630 C. The samples were analyzed by High Performance Liquid Chromatography (HPLC), using a C-18 reverse phase column and detected by fluorescence emission spectrometry. For the aqueous samples were evaluated their quality trough the physico-chemical parameters and metal contents. For the quantified 11 PAHs, the highest concentration for the three campaigns were found for the benzo(b)fluoranthene. In some samples was found benzo(a)pyrene, knew for the high carcinogenic power. The sampling point just below the aluminum smelting plant presented the highest total PAHs content, indicating the possible source of contamination, since these kind of industries rely on fossil fuels in their process. The physico-chemical analyses showed the pour quality for the aqueous samples which presented high content of toxic metals such as arsenic and lead. The evaluation of PAHs contents into sediments of this region is unknown, and the results obtained should be considered for its importance, since these compounds are well know for their high carcinogenesis. The presence of benzo(a)pyrene in some samples indicate the risk for the human health exposed to this environment.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/3081
Appears in Collections:PROAMB - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_AnáliseHidrocarbonetosPolicíclicos.PDF2,52 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons