Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2894
Título: Avaliação ambiental do setor de siderurgia não integrada a carvão vegetal do Estado de Minas Gerais.
Autor(es): Malard, Antonio Augusto Melo
Orientador(es): Santi, Auxiliadora Maria Moura
Palavras-chave: Siderurgia
Carvão vegetal
Ferro gusa
Impacto ambiental - avaliação
Data do documento: 2009
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Engenharia Ambiental. PROÁGUA, Pró-Reitoria de Pesquisa e Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: MALARD, A. A. M. Avaliação ambiental do setor de siderurgia não integrada a carvão vegetal do Estado de Minas Gerais. 2009. 201 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Ambiental) – Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2009.
Resumo: O Estado de Minas de Gerais é o maior produtor de ferro gusa do Brasil em siderúrgicas não-integradas a carvão vegetal, possuindo sessenta e oito empreendimentos e cento e nove altos-fornos, totalizando uma capacidade instalada superior a nove milhões de toneladas de ferro gusa por ano. Tendo em vista a relevância do setor para o Estado, e considerando que o seu potencial poluidor é bem significativo, foi proposto avaliar o desempenho ambiental das plantas siderúrgicas, tomando como referência os seguintes aspectos ambientais: gerenciamento de resíduos sólidos industriais, níveis de emissões atmosféricas e consumo de carvão vegetal. As análises basearam-se em dados e informações obtidas nas visitas técnicas à todos os empreendimentos existentes no Estado, por meio de um check list elaborado para essa finalidade, e em investigação realizada no Sistema Integrado de Informação Ambiental (SIAM) da Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais. Os resultados preliminares da investigação, juntamente com os aspectos referentes ao licenciamento, à melhoria da qualidade ambiental e ao cumprimento do disposto na Deliberação Normativa COPAM nº 49/2001, legislação específica para o setor siderúrgico não-integrado em Minas Gerais, subsidiaram a definição de vinte parâmetros ambientais, considerados os mais relevantes para avaliar o nível de desempenho ambiental das siderúrgicas, para os quais foi definida uma série de critérios, que permitiram pontuar os parâmetros em questão, e classificar os empreendimentos. Nesse contexto, foram consideradas sete classes de desempenho ambiental – Péssimo, Muito Ruim, Ruim, Regular, Bom, Muito Bom e Ótimo –, sendo que, dois empreendimentos foram classificados na classe Péssimo, quatro na classe Muito Ruim, nove na classe Ruim, quarenta e um na classe Regular, oito na classe Bom, dois na classe Muito Bom e dois na classe Ótimo. Ao final do trabalho, ficou evidenciado que as siderúrgicas não-integradas a carvão vegetal do Estado de Minas Gerais ainda não alcançaram um patamar adequado de desempenho ambiental, mesmo com a publicação de uma deliberação específica para o setor em 2001, embora, tenham sido constatados grandes avanços nesse sentido. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: The State of Minas de Gerais is a major producer of pig iron in Brazil in non-integrated charcoal pig iron mills, with sixty eight enterprises and one hundred and nine blast furnaces, with a total installed capacity of nine million tons of pig iron a year. Given the sector relevance for the State, and taking into account that its pollution potential is significant, it was proposed to evaluate the environmental performance of the steel plants, taking as reference the environmental aspects as follows: management of industrial solid waste, atmospheric emissions and consumption of charcoal. The reviews were based on data and information obtained in technical visits to all the State projects through a checklist prepared to this purpose, and in research carried out in the Integrated Environmental Information System (Sistema Integrado de Informação Ambiental (SIAM) of the Secretary of State for the Environment and Sustainable Development of Minas Gerais (Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável de Minas Gerais). The preliminary research results, jointly with the aspects related to licenses, environment quality improvement and compliance with the dispositions in the Deliberação Normativa COPAM nº 49/2001, the specific legislation concerning the non-integrated pig iron mills in Minas Gerais subsidized a definition of twenty environmental parameters considered the most relevant to evaluate the pig iron mills performance level , for which a series of criteria were defined , which allowed to point such parameters, and to classify the projects. In this context, seven categories of environmental performance were taken into account – Poor, Very Bad, Bad, Regular, Good, Very Good and Excellent – where two projects were included in the category Poor, four in the category Very Bad, nine in the category Bad, forty one in the category Regular, eight in the category Good, two in the category Very Good and two in the category Excellent. At the end of the work, it remained evident that the non-integrated charcoal pig iron mills in the State of Minas Gerais have not reached the adequate stage of environmental performance, even with the issue of a specific determination for the sector in 2001, although major advances have been accomplished.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2894
Aparece nas coleções:PPGSEA - Mestrado profissional (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_AvaliaçãoAmbientalSetor.pdf3,57 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.