Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2869
Título: Fungos endofíticos associados à Vellozia compacta Mart. ex Schult. F. (Velloziaceae) presente em afloramentos rochosos nos estados de Minas Gerais e Tocantins.
Autor(es): Rodrigues, Rogério Leonardo
Orientador(es): Rosa, Luiz Henrique
Palavras-chave: Fungos endofíticos
Fungos
Ecologia de fungos
Biodiversidade
Endemismo
Data do documento: 2010
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: RODRIGUES, R. L. Fungos endofíticos associados à Vellozia compacta Mart. ex Schult. F. (Velloziaceae) presente em afloramentos rochosos nos estados de Minas Gerais e Tocantins. 2013. 70 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2013.
Resumo: A Vellozia compacta Mart. ex Schult. & Schult. F. (Velloziaceae), popularmente conhecida como canela-de-ema, é uma monocotiledônea tropical, endêmica, comum nas formações quartzíticas e adaptada aos múltiplos estresses bióticos e abióticos do ambiente. Fungos endofíticos são microrganismos que habitam o interior dos tecidos vegetais, de forma inter ou intracelular, sem lhes causar danos aparentes e são pouco conhecidos, tanto quanto à biodiversidade, quanto aos diferentes fatores ecológicos envolvidos na associação fungo–hospedeiro e fungo-habitat da planta envolvida. No presente estudo foi avaliada a presença de fungos endofíticos associados a folhas e raízes de V. compacta presente em Afloramentos Rochosos dos estados de Minas Gerais e Tocantins. Fragmentos de folhas e raízes sem qualquer tipo de dano ou doença aparente foram alvos para o isolamento dos fungos endofíticos. Após coleta e isolamento foram obtidos 97 isolados de fungos endofíticos, 43 obtidos de velozias presentes na Serra do Ouro Branco e 54 de velozias presentes no Parque Estadual do Jalapão. Do total, 37 isolados foram obtidos das folhas e 60 das raízes. Todos os isolados foram devidamente preservados na Coleção de Culturas de Fungos do Laboratório de Microbiologia DECBI/ICEB/UFOP. Os fungos foram identificados por meio do seqüenciamento das regiões ITS1-5.8S-ITS2 do gene rDNA e pertencem aos gêneros Acarospora A. Massal, Chaetomium Kunze, Diaporthe Nitschke, Gelasinospora Dowding, Fusarium Link , Penicillium Link, Pestalotiopsis Steyaert, Phoma Sacc., Phomopsis (Sacc.) Sacc., Xylaria Hill ex Schrank, Alternaria Nees, Cladosporium Link, Simplicillium Zare & W. Gams, Teratosphaeria Syd. & P. Syd. Dentre as espécies identificadas, Fusarium oxysporum foi a mais freqüente, seguida de Pestalotiopsis microspora e Cladosporium cladosporioides. Em nível de gênero, Penicilium e Phomopsis foram os mais freqüentes. A Taxa de Colonização (Tc) obtida em V. compacta foi de 20 %, sendo 16,6 % maior no PEJ em relação à SOB e 22 % maior nas raízes do que nas folhas. Os resultados obtidos neste estudo demonstraram que V. compacta constitui um interessante e singular reservatório natural de fungos endofíticos. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: The Vellozia compact Mart. ex Schult. & Schult. F. (Velloziaceae), popularly known as canela-de-ema, is a tropical monocot, endemic, common in quartzite formations and adapted to multiple biotic and abiotic stresses. Endophytic fungi are microorganisms that live inside the vegetal tissues, in spaces inter or intracellular, without causing any apparent damage and they are poorly known, both in terms of biodiversity, as the various ecological factors involved in fungus-host and fungus-habitat of the plant involved association. In this study evaluated the presence of endophytic fungi associated with leaves and roots of V. compact on rocky outcrops of the states of Minas Gerais and Tocantins. Fragments of leaves and roots without any apparent damage or disease were targeted for isolation of endophytic fungi. After collection and isolation were obtained 97 isolates of endophytic fungi, 43 obtained from vellozias present in Serra do Ouro Branco and 54 of the vellozias present in Parque Estadual do Jalapão. Of the total, 37 isolates were obtained from the leaves and 60 from the roots. All isolates were properly preserved in the Culture Collection of Fungi of Microbiology Laboratory DECBI/ICEB/UFOP. The fungi were identified by sequencing of the regions ITS1-5.8S-ITS2 of rDNA gene and belong to the genus Acarospora A. Massal, Chaetomium Kunze, Diaporthe Nitschke, Gelasinospora Dowding, Fusarium Link, Penicillium Link, Pestalotiopsis Steyaert, Phoma Sacc., Phomopsis (Sacc.) Sacc., Xylaria Hill ex Schrank, Alternaria Nees, Cladosporium Link, Simplicillium Zare & W. Gams, Teratosphaeria Syd. & P. Syd. Among the identified species, Fusarium oxysporum was the most frequent, followed by Pestalotiopsis microspora and Cladosporium cladosporioides. In the genus level, Penicillium and Phomopsis were the most frequent. The Colonization Rate (Tc) obtained from V. compact was 20%, being 16.6% higher in PEJ than SOB and 22% higher in roots than in leaves. The results of this study showed that V. compact is an interesting and unique natural reservoir of endophytic fungi
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2869
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_Fungos endofíticosAssociados.pdf886,3 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.