Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2861
Título: Variabilidade interanual (10 anos) da comunidade zooplanctônica na região costeira do Espírito Santo, em área sob influência de efluente industrial aquecido.
Autor(es): Campelo, Rodolfo Pessotti Messner
Orientador(es): Sant'Anna, Eneida Maria Eskinazi
Palavras-chave: Ecologia aquática
Zooplâncton - região costeira - ES
Efluente industrial
Ecologia de ecossistemas
Data do documento: 2010
Editora / Evento / Instituição: Programa de Pós-Graduação em Ecologia de Biomas Tropicais. Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto.
Referência: CAMPELO, R. P. M. Variabilidade interanual (10 anos) da comunidade zooplanctônica na região costeira do Espírito Santo, em área sob influência de efluente industrial aquecido. 2010. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2010.
Resumo: Na ultima década (1998-2007) foram realizadas coletas de dados bióticos (zooplâncton) e abióticos (temperatura e salinidade), nas águas da região costeira adjacente à Praia Mole, no Espírito Santo, com o objetivo de monitorar os efeitos potenciais do descarte de um efluente industrial aquecido sobre a comunidade zooplanctônica. O presente estudo teve como principal objetivo analisar os dados gerados por este monitoramento observando a variabilidade interanual ambiental e da comunidade zooplanctônica ao longo de dez anos de amostragens. Os resultados obtidos indicaram uma clara distinção entre o ponto amostral sob influência direta do efluente industrial, que apresentou média térmica da água superior em 2oC aos demais sítios amostrais. A comunidade zooplanctônica também apresentou variação espacial expressiva em densidade e diversidade, com menores densidades nas áreas mais próximas do descarte industrial e maior diversidade junto à porção mais costeira e sob influência direta do efluente. Com relação aos copépodos, táxons mais representativos da comunidade zooplanctônica, os resultados sugerem que os gêneros Acartia, Paracalanus e Temora podem representar importantes sinalizadores de variabilidade ecossistêmica de longo prazo em águas costeiras. Esses copépodos apresentaram uma variabilidade espacial em suas populações, consistentes com as diferenças ambientais observadas nos sítios amostrais, especialmente naqueles sob maior influência do efluente aquecido. Coletivamente, essas respostas indicam que embora a composição de espécies possa permanecer constante ao longo dos anos, os padrões de abundância são muito mais variáveis e mais afetados pelas alterações ambientais, apenas perceptíveis quando analisadas em larga escala temporal. __________________________________________________________________________________________
ABSTRACT: In the last decade (1998-2007) collections were made of biotic (zooplankton) and abiotic (temperature and salinity) in the coastal waters adjacent to Praia Mole, in the Espírito Santo, in order to monitor the potential effects of disposal a heated effluent on the zooplankton community. This study aimed to analyze the data generated by this monitoring by observing the environment and interannual variability of zooplankton community over ten years of sampling. The results indicated a clear distinction between the sample point under the direct influence of industrial effluent, which showed higher average temperature of the water at 2°C to the other sites sampled. The zooplankton community also showed significant spatial variation in density and diversity, with lower values recorded in the areas farthest to the disposal industry. With respect to copepods, the most representative taxa of the zooplankton community, results suggest that the genera Acartia, Temora and Paracalanus flags can represent important long-term ecosystem variability in coastal waters. These copepods showed a spatial variability in their populations, consistent with the observed differences in environmental sampling sites, especially those under greater influence of the heated effluent. Collectively, these responses indicate that although species composition may remain constant over the years, the abundance patterns are much more variable and affected by environmental change, only noticeable when viewed on a large timescale.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/2861
Aparece nas coleções:PPGEBT - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_VariabilidadeInteranualComunidade.pdf2,19 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.