Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16724
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorAndrade, Leticia-
dc.date.accessioned2023-05-26T21:13:58Z-
dc.date.available2023-05-26T21:13:58Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationANDRADE, L. Confabulações de encenadoras mineiras: uma breve reflexão acerca do empoderamento da artista cênica em tempos descoloniais. Ephemera Journal, v. 5, n. 10, 2022. Disponível em: <https://periodicos.ufop.br/ephemera/article/view/5492>. Acesso em: 01 mar. 2023.pt_BR
dc.identifier.issn2596-0229-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/16724-
dc.description.abstractEste artigo apresenta, de modo breve, um debate crítico sobre o papel da artista cênica latina-americana brasileira, focando, para tanto, em diretoras que atuam na cidade de Belo Horizonte, Minas Gerais, Brasil. Discute o trabalho da diretora e atriz mineira Cida Falabella, que também tem uma longa trajetória como educadora e representante política na cidade e também o da diretora, pesquisadora e professora chilena Sara Rojo, radicada há mais de duas décadas em Belo Horizonte, que vem trabalhando com diversos grupos e artistas mineiros. O texto busca legitimar e dar visibilidade a essas artistas e inseri-las no quadro da história do teatro brasileiro contemporâneo, com o objetivo de trazer à tona uma visão descolonial de legitimação da mulher em funções de comando e criação teatral. Além desse foco, apresento, por fim, uma breve lista de diretoras mineiras, que atuam nas três últimas décadas é apontado, a fim de realizar um necessário registro inicial para futuros estudos sobre o tema.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectDiretoras teatrais brasileiraspt_BR
dc.subjectEncenaçãopt_BR
dc.subjectTeatro latino-americanopt_BR
dc.subjectFeminismopt_BR
dc.titleConfabulações de encenadoras mineiras : uma breve reflexão acerca do empoderamento da artista cênica em tempos descoloniais.pt_BR
dc.title.alternativeConfabulations of women stage directors from minas gerais : a brief reflection on the empowerment of women scenic artist in decolonial times.pt_BR
dc.typeArtigo publicado em periodicopt_BR
dc.rights.licenseOs leitores são livres para transferir, imprimir e utilizar os artigos publicados na Revista, desde que haja sempre menção explícita ao(s) autor(es) e à Revista Ephemera e que não haja qualquer alteração no trabalho original. Fonte: Revista Ephemera <https://periodicos.ufop.br/ephemera/about/submissions>. Acesso em: 26 maio 2022.pt_BR
dc.description.abstractenThis paper briefly presents a critical debate about the role of Brazilian female performing artists, focusing on directors working in the city of Belo Horizonte, Minas Gerais, Brazil. It discusses the work of Cida Falabella, director and actress from Minas Gerais, who also has a long history as an educator and political representative in the city, and the Chilean director, scholar and lecturer Sara Rojo, based in Belo Horizonte for over two decades while working with several groups and artists from Minas Gerais. The manuscript sought to legitimize, make visible, and insert these artists in the history of contemporary Brazilian theater, with the purpose of shining a light a decolonial vision of erasure of women in roles of command and theatrical creation. In addition to this focus, I present, finally, a brief survey of a list of women directors from Minas Gerais, who have worked in the last three decades, as a relevant and necessary initial record for future studies on the subject.pt_BR
Appears in Collections:DEART - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_ConfabulaçõesEncenadorasMineiras.pdf377,44 kBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.