Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14853
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorAgnolon, Alexandrept_BR
dc.contributor.advisorBrandão, Jacyntho Linspt_BR
dc.contributor.authorVieira, Joyce Pereira-
dc.date.accessioned2022-04-07T19:18:29Z-
dc.date.available2022-04-07T19:18:29Z-
dc.date.issued2022pt_BR
dc.identifier.citationVIEIRA, Joyce Pereira. “O oráculo” (1866) e “A cartomante” (1884) de Machado de Assis: logro, engano e a tradição clássica. 2022. 119 f. Dissertação (Mestrado em Letras) - Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2022.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14853-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Letras. Departamento de Letras, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractO presente trabalho tem como objetivo principal discutir, a partir dos contos “O oráculo” (1866) e “A cartomante” (1884), a forma como Machado de Assis utiliza a ideia do oracular em textos ficcionais. É nosso intento demonstrar que o oracular é utilizado como forma de logro, numa leitura parodística que mistura humor e ironia, configurando uma estratégia literária de antecipação da narrativa através de sinais implícitos no decorrer das histórias. Partindo do dialogismo e do discurso polifônico (BAKHTIN, 2018) e da técnica clássica aemulatio, posteriormente aplicada a Machado através da “poética da emulação” (ROCHA, 2013), pretendemos também evidenciar a origem de tal estratégia em textos da tradição literária clássica nos escritos do autor fluminense.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/us/*
dc.subjectMachado de Assispt_BR
dc.subjectDialogismo - análise literáriapt_BR
dc.subjectLiteratura clássicapt_BR
dc.title“O oráculo” (1866) e “A cartomante” (1884) de Machado de Assis : logro, engano e a tradição clássica.pt_BR
dc.typeDissertacaopt_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 28/03/2022 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeAgnolon, Alexandrept_BR
dc.contributor.refereeBrandão, Jacyntho Linspt_BR
dc.contributor.refereeRosa, Victor Luiz dapt_BR
dc.contributor.refereeHansen, João Adolfopt_BR
dc.description.abstractenThis work aims at discussing, from the short stories “O oráculo” (1866) and “A cartomante” (1884), the way Machado de Assis uses the oracular idea in his fictional texts. Our goal is to demonstrate how the oracular discourse is used in a form of a spoof, in a parodistic reading that mixes humor and irony, depicting in a literary strategy of narrative anticipation through implicit signals along the stories. Starting from the dialogism and the polyphonic discourse (BAKHTIN, 2018) and the classical technique aemulatio, later applied to Machado through the “poetics of emulation” (ROCHA, 2013), our aim is also to highlight the origin of such strategy in texts from the Classical literary tradition in works by the Fluminense author.pt_BR
Appears in Collections:POSLETRAS - Mestrado (Dissertações)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO_OráculoCartomanteLogro.pdf794,81 kBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons