Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14524
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.authorSilva, Thiago Augusto de Oliveira-
dc.contributor.authorOliveira, Paganini Barcellos de-
dc.contributor.authorMartins, Alexandre Xavier-
dc.contributor.authorBacani, Felipo-
dc.date.accessioned2022-02-17T17:08:46Z-
dc.date.available2022-02-17T17:08:46Z-
dc.date.issued2021pt_BR
dc.identifier.citationSILVA, T. A. de O. et al. Simulação baseada em agentes para avaliação de intervenções não-farmacológicas para o combate à COVID-19. Pesquisa operacional para o desenvolvimento, v. 13, artigo e13007, 2021. Disponível em: <https://www.podesenvolvimento.org.br/podesenvolvimento/article/view/662>. Acesso em: 12 set. 2021.pt_BR
dc.identifier.issn1984-3534-
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/14524-
dc.description.abstractEste trabalho propõe um modelo de simulação baseada em agentes capaz de avaliar os impactos de intervenções não-farmacológicas para o enfrentamento e controle da Covid-19. Políticas como o isolamento social e a realização de testes para detecção de infectados são estudadas, considerando os perfis probabilísticos de transmissão, morbidade e mortalidade. Os cenários simulados se baseiam em dados reais disponíveis na literatura, e as respostas do modelo são utilizadas para comparar o desempenho das alternativas, sob a ótica do total de infectados, o número básico de reprodução, o número de mortos e a duração da epidemia. Como resultado, verificou-se que a aplicação de isolamento horizontal é eficaz no combate à doença. O isolamento vertical, por outro lado, não apresentou desempenho satisfatório para os indicadores analisados. A saída antecipada do isolamento, bem como seu relaxamento e a abertura das fronteiras se demonstraram como principais entraves à contenção da doença.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectNúmero básico de reproduçãopt_BR
dc.subjectSoluções não-farmacológicaspt_BR
dc.subjectAgent-based simulationpt_BR
dc.subjectBasic reproductive numberpt_BR
dc.subjectNon-pharmacological solutionspt_BR
dc.titleSimulação baseada em agentes para avaliação de intervenções não-farmacológicas para o combate à COVID-19.pt_BR
dc.typeArtigo publicado em periodicopt_BR
dc.rights.licenseOs trabalhos publicados pelo periódico Pesquisa Operacional para o Desenvolvimento estão sob uma licença Creative Commons Attribution 4.0 International License. Fonte: Pesquisa Operacional para o Desenvolvimento <https://www.podesenvolvimento.org.br/podesenvolvimento/about>. Acesso em: 03 set. 2021.pt_BR
dc.description.abstractenThis paper proposes an agent-based simulation model to assess the impacts of different non-pharmacological interventions for coping and controlling the spread of the Covid-19 virus. Policies such as social isolation and testing for the detection of infected subjects are studied, considering the probabilistic profiles of transmission, morbidity, and mortality. The simulated scenarios are based on real data available in the literature, and the outputs of the model are used to compare the performance of the alternatives, from the perspective of the total infected, the basic reproductive number, the number of deaths and, the whole epidemic time. As a result, it was clear that horizontal social distancing is useful for combating the disease, while the vertical social distancing, did not perform satisfactorily. The early exit from the state of isolation or its relaxation, as well as the opening of borders, were the main obstacles to contain the disease.pt_BR
dc.identifier.doihttps://doi.org/10.4322/PODes.2021.007pt_BR
Appears in Collections:DEENP - Artigos publicados em periódicos

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
ARTIGO_SimulaçãoBaseadaAgentes.pdf7,16 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.