Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/13145
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorGomes, Romero Césarpt_BR
dc.contributor.authorSousa, Gustavo Marçal de-
dc.date.accessioned2021-03-10T18:13:42Z-
dc.date.available2021-03-10T18:13:42Z-
dc.date.issued2020pt_BR
dc.identifier.citationSOUSA, Gustavo Marçal de. Proposta de metodologia para lavra de barragens de rejeitos de ferro construídas pela técnica de aterro hidráulico. 2020. 419 f. Tese (Doutorado em Geotecnia) - Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2020.pt_BR
dc.identifier.urihttp://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/13145-
dc.descriptionPrograma de Pós-Graduação em Geotecnia. Núcleo de Geotecnia, Escola de Minas, Universidade Federal de Ouro Preto.pt_BR
dc.description.abstractEsta tese tem como objetivo propor metodologia que permita avaliar a segurança geotécnica das operações de lavra de barragens de rejeitos construídas pela técnica de aterro hidráulico, criando alternativa para a indústria de mineração que alie o ganho ambiental do aproveitamento dos rejeitos a uma desativação definitiva, por meio da lavra de barragens. Para tal, o desenvolvimento de pesquisa teve ênfase na proposição de um conceito de desmonte, com seus pilares fundamentados na escolha de uma barragempiloto, que permitiu a montagem de um plano de investigação geológico-geotécnico específico para projetos de lavra, incluindo investigação indireta por geofísica. Como resultados, são propostas seis etapas para um adequado estudo e desenvolvimento da lavra: caracterização do reservatório; modelagem qualitativa e quantitativa do rejeito; elaboração do plano de lavra; definição da rota de processo/local de deposição; arranjo geral operacionalizado e execução de testes em escala de produção, as quais são capazes de gerar elementos suficientes para o atendimento de premissas iniciais de projeto, permitindo avaliar a estabilidade geotécnica em geometrias muito próximas das que serão executadas em campo, servindo de base para a tomada de decisão a respeito da viabilidade técnica e econômica do desenvolvimento das ações de descomissionamento. Ainda, dentro da metodologia para lavra, a técnica de vibro-adensamento desenvolvida para rejeitos, baseada na proposição de adensamento de solos arenosos, juntamente com o conceito de lavra em tiras proposto e executado a partir do Teste 5, possui potencial para aplicação em grande parte dos aterros hidráulicos constituídos por rejeitos de ferro, desde que o percentual granulométrico passante na peneira 200 (0,075mm) não seja superior a 70%. Conclui-se, com base nos resultados apresentados, com devido olhar crítico, que a metodologia proposta é capaz de viabilizar a lavra com foco em descomissionamento ou manejo, garantindo a segurança geotécnica das operações de lavra para barragens de rejeitos similares à barragem-piloto.pt_BR
dc.language.isopt_BRpt_BR
dc.rightsabertopt_BR
dc.subjectBarragens de rejeitospt_BR
dc.subjectBarragem de rejeito - descomissionamentopt_BR
dc.subjectRejeitos - manejopt_BR
dc.subjectRejeitos - adensamentopt_BR
dc.subjectBarragens de rejeitos - geofísicapt_BR
dc.titleProposta de metodologia para lavra de barragens de rejeitos de ferro construídas pela técnica de aterro hidráulico.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.rights.licenseAutorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 10/02/2021 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho, desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.pt_BR
dc.contributor.refereeGomes, Romero Césarpt_BR
dc.contributor.refereeFerreira, Lucas Deleonpt_BR
dc.contributor.refereeBarbosa, Terezinha de Jesus Espósitopt_BR
dc.contributor.refereeVillar, Lúcio Flávio de Souzapt_BR
dc.contributor.refereeRibeiro, Luís Fernando Martinspt_BR
dc.description.abstractenThis thesis aims at proposing a methodology that enables evaluating the geotechnical safety of mining operations regarding tailings dams built according to the hydraulic fill technique, creating an alternative for the mining industry that allies environmental gain of tailings usage to a final deactivation by means of dam mining. On that purpose, research development focused on proposing a digging concept with its pillars founded on the choice of a pilot dam, which allowed creating a specific geological and geotechnical investigation plan for mining projects, including indirect investigation through geophysics. As a result, six stages are proposed for an appropriate study and mining development: characterization of the reservoir; qualitative and quantitative modeling of the tailings; development of the mine plan; definition of the process route/disposal location; operationalized general arrangement and test execution at production scale to generate enough elements to meet the initial design assumptions, allowing the assessment of the geotechnical stability in geometries that are very close to the ones to be carried out on the field, serving as a basis for decision making in terms of the technical and economic feasibility of decommissioning actions development. Still, within the mine methodology, the vibroconsolidation technique created for tailings, based on the presentation of sandy soil consolidation together with the concept of strip mining proposed and performed from Test 5, has a potential for application to most of the hydraulic fills consisting in iron tailings, since the percentage undersize on the 200 screen (0,075mm) does not exceed 70%. The conclusion, based on the results submitted, with due critical eye, is that the proposed methodology is able to make mining possible with a focus on decommissioning or handling, insuring the geotechnical safety of mining operations at tailings dams similar to the pilot dam.pt_BR
Appears in Collections:POSGEO - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_PropostaMetodologiaLavra.pdf22,56 MBAdobe PDFView/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons