Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10577
Título: Perfil nutricional de pacientes com Doença Renal Crônica em tratamento com Diálise Peritoneal.
Autor(es): Alvarenga, Livia de Almeida
Orientador(es): Nemer, Aline Silva de Aguiar
Cândido, Ana Paula Carlos
Palavras-chave: Insuficiência renal crônica - aspectos nutricionais
Antropometria
Diálise peritoneal
Data do documento: 2017
Membros da banca: Amaral, Joana Ferreira do
Carraro, Júlia Cristina Cardoso
Nemer, Aline Silva de Aguiar
Referência: ALVARENGA, Livia de Almeida. Perfil nutricional de pacientes com Doença Renal Crônica em tratamento com Diálise Peritoneal. 2017. 104 f. Dissertação (Mestrado em Saúde e Nutrição) - Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto, Escola de Nutrição, Ouro Preto, 2017.
Resumo: Introdução: A Doença Renal Crônica se desenvolve devido à perda progressiva e irreversível das funções dos rins, que resulta em um desequilíbrio homeostático do organismo. Os pacientes com Doença Renal Crônica passam a sofrer uma série de distúrbios metabólicos e nutricionais que condizem com o desenvolvimento da desnutrição energético-proteica, sendo um fator importante de risco para morbidade/ mortalidade entre esses pacientes. Além desse cenário de desnutrição, é importante ressaltar que os pacientes em Diálise Peritoneal recebem o dialisato à base de glicose, estando expostos ao risco de uma sobrecarga glicêmica e consequente desenvolvimento de hiperinsulinemia, resultando na elevação do armazenamento dos triglicerídios e ganho de peso corporal. Objetivo: avaliar o perfil nutricional de pacientes em Diálise Peritoneal. Métodos: Trata-se de um estudo transversal, utilizando-se dados coletados de pacientes em tratamento no serviço de Diálise Peritoneal da Unidade de Tratamento do Paciente Renal Crônico do Hospital Universitário da Universidade Federal de Juiz de Fora (HU/UFJF). Foram coletados dados de 30 pacientes. Os dados coletados consistem em: Avaliação antropométrica, composição corporal por meio da bioimpedância tetrapolar, avaliação bioquímica, Avaliação Subjetiva Global e Avaliação Alimentar. Resultados: A avaliação subjetiva global de 7 pontos não indicou nenhum paciente em desnutrição grave, enquanto 43,3% encontravam-se em desnutrição leve a moderada e 56,7% em risco leve de desnutrição a bem nutrido. Ao analisar o Índice de Massa Corporal, observou-se média de 24,64±4,84 kg/m², sendo que 56,7% dos pacientes foram classificados com eutrofia. Houve preservação da gordura subcutânea, avaliada pelas pregas cutâneas e CB, e preservação de massa muscular, avaliada pela CMB e AMB. 53,3% dos pacientes foram classificados como euvolêmicos. Os valores médios do ângulo de fase e da massa celular foram de 5,07±1,27º e 19,03±5,06 kg respectivamente. Em relação aos exames bioquímicos, a albumina (3,73±0,45g/dl) e vitamina D (24,15±4,84 ng/dl) encontram-se abaixo do valor de referência, já o fósforo (7,13±1,81mg/dl) e hormônio paratireoidiano (705,72±469,79 pg/mL), estavam acima do ideal. A glicose proveniente do dialisato não apresentou influencia em relação à glicose sérica, hemoglobina glicada e triglicerideos, porém foi importante para a preservação da massa muscular somática. Em relação à avaliação alimentar, os pacientes apresentaram consumo inadequado de proteínas (1,0 g/kg de peso). Conclusão: os pacientes apresentaram bom estado nutricional e prognóstico satisfatório, porém o acompanhamento nutricional faz-se importante para evitar possíveis complicações.
Resumo em outra língua: Introduction: Chronic Kidney Disease is developed due to the progressive and irreversible loss of kidney functions, which results in a homeostatic imbalance in the organism. The chronic renal patients suffer from a series of metabolic and nutritional disorders that are related to the development of protein-energy malnutrition, that are an important risk factor for morbidity / mortality among chronic renal patients. In addition to this scenario of desnutrition, it is important to emphasize that patients in Peritoneal Dialysis receive dialysate based on glucose, being exposed to the risk of a glycemic overload and consequent development of hyperinsulinemia, than resulting in increased storage of triglycerides, mainly in the abdominal region and in a body weight gain. Objective: to evaluate the nutritional profile of patients in peritoneal dialysis. Methods: This was a cross-sectional study using data collected from patients undergoing treatment at the peritoneal dialysis service of the Treatment Unit of the Chronic Renal Patient of the University Hospital of the Federal University of Juiz de Fora (HU / UFJF). Data were collected from 30 patients. The methods used were: Anthropometric evaluation, Bioimpedance, biochemical evaluation, Global Subjective Assessment and Food Evaluation. Results: The global subjective assessment of 7 points did not indicate any patients in severe malnutrition, while 43.3% were in mild to moderate malnutrition and 56.7% in mild risk of malnutrition to well nourished. When analyzing the Body Mass Index, we observed a mean of 24.64 ± 4.84 kg / m², and 56.7% of the patients were classified with eutrophy. There was preservation of the subcutaneous fat, evaluated by skinfolds and CB, and preservation of muscle mass, evaluated by CMB and AMB. 53.3% of the patients were classified as euvolemic. The mean values of the phase angle and the cell mass were 5.07 ± 1.27 ° and 19.03 ± 5.06 kg respectively. In relation to the biochemical tests, albumin (3.73 ± 0.45g / dl) and vitamin D (24.15 ± 4.84 ng / dl) were below the reference value, whereas phosphorus (7,13 ± 1.81 mg / dL) and parathyroid hormone (705.72 ± 469.79 pg / mL), were above ideal. The glucose from the dialysate had no influence on serum glucose, glycated hemoglobin and triglycerides, but was important for the preservation of somatic muscle mass. In relation to food evaluation, patients presented inadequate protein intake (1.0 g / kg body weight). Conclusion: patients presented good nutritional status and satisfactory prognosis, but nutritional monitoring still important to avoid possible complications.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Saúde e Nutrição. Escola de Nutrição, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10577
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 17/11/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPGSN - Mestrado (Dissertações)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_PerfilNutricionalPacientes.pdf2,4 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons