Please use this identifier to cite or link to this item: http://www.repositorio.ufop.br/jspui/handle/123456789/10512
Title: Efeito da Angiotensina-(1-7) na função moduladora do miRNA-1914-5p e elementos reguladores do metabolismo de lipídio no processo fibrosante hepático em células LX-2.
Authors: Silva, Brenda de Oliveira da
metadata.dc.contributor.advisor: Moraes, Karen Cristiane Martinez de
Keywords: Angiotensina
Célula estrelada hepática
Fibrose hepática
Linhagem celular LX-2
Issue Date: 2017
metadata.dc.contributor.referee: Moraes, Karen Cristiane Martinez de
Torsoni, Adriana Souza
Freitas, Renata Nascimento de
Alves, Stênio Nunes
Borges, William de Castro
Citation: SILVA, Brenda de Oliveira da. Efeito da Angiotensina-(1-7) na função moduladora do miRNA-1914-5p e elementos reguladores do metabolismo de lipídio no processo fibrosante hepático em células LX-2. 2017. 149 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Abstract: A fibrose hepática é o mecanismo de cicatrização e reparo do fígado quando este sofre algum tipo de lesão. Entre os elementos que atuam metabolicamente no desenvolvimento da fibrogênese hepática temos a célula estrelada hepática e esta pode ser encontrada em dois fenótipos: quiescente e ativado. Atualmente existem poucas opções eficazes na reversão do quadro fibrótico e além disso, os detalhes dos mecanismos moleculares da fisiopatologia da fibrose não são bem conhecidos. Assim, elucidar particularidades moleculares, bioquímicas e fisiológicas deste processo torna-se crucial no desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas. Particularmente, a linhagem celular humana, LX-2, vem sendo utilizada como um modelo de estudo da fibrose hepática e, interessantemente, o peptídeo Angiotensina-(1-7) [Ang-(1-7)] se desponta como um importante regulador da pressão arterial, da homeostasia dos fluidos e alguns estudos apontam o seu efeito modulador no processo fibrosante hepático. Dentro do contexto, miRNAs vêm se tornando um novo alvo de investigação e representam uma nova possibilidade de terapia. Diante do exposto, o presente trabalho investigou elementos moduladores do metabolismo de lipídio e da transdiferenciação da célula hepática estrelada LX-2cultivadas sob diferentes condições em diferentes condições: quiescente, ativada, tratadas com Ang-(1-7) e transfectadas com inibidor e mímico do miR-1914-5p. As análises de microscopia e de expressão gênica apontam uma forte conexão dos efeitos moduladores da Ang-(1-7) para regulação do processo fibrosante, via atuação sistêmica no metabolismo lipídico, pela funcionalidade do miR- 1914-5p. Em resumo, os resultados reforçam a contribuição da Angiotensina-(1-7) na reversão do processo fibrosante hepático LX-2 com destaque-se para o miR-1914-5p como uma molécula expoente nesse controle.
metadata.dc.description.abstracten: Hepatic fibrosis is the mechanism of healing and repair of the liver when it suffers some kind of injury. Among the elements that metabolically act in the development of hepatic fibrogenesis, we have the hepatic stellate cell, and this cell can be found in two phenotypes: quiescent and activated. Actually there are few effective options in reversing fibrotic conditions and the molecular details of the pathophysiology of fibrosis mechanisms are not well known. Thus, elucidating molecular, biochemical and physiological particularities of this process becomes crucial in the development of new therapeutic strategies. Particularly, the human cell line, LX-2, has been used as a model for the study of liver fibrosis, and, interestingly, the peptide Angiotensin- (1-7) [Ang- (1-7)] points as an important regulator of blood pressure, the body homeostasis fluid and some studies indicate its modulatory effect in the hepatic fibrosing process. Considering such aspects, miRNAs have become a new target for research representting a new possibility of therapy. Thus the present work investigated lipid metabolism modulators and relevant elements in the transdifferentiation process in the hepatic stellate cells, LX-2, cultivated under different conditions: quiescent, activated, activated treated with Ang-(1-7) and transfected with miR-1914-5p. Microscopy and gene expression analysis points a strong connection between the systemic effect of the Ang- (1-7) and the regulation of the fibrosing process, through a systemic effect of the heptapeptide in the lipid metabolism, correlated with the functional activity of the miR- 1914-5p. In summary, the results reinforce the contribution of Angiotensin-(1-7) in the reversion of the hepatic fibrosing process and the miR-1914-5p as an exponent molecule in this control.
Description: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10512
metadata.dc.rights.license: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 03/10/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Appears in Collections:PPBIOTEC - Doutorado (Teses)

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
TESE_EfeitoAngiotensinaFunção.pdf6,17 MBAdobe PDFView/Open


Items in DSpace are protected by copyright, with all rights reserved, unless otherwise indicated.