Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10164
Título: Memorial da Resistência de São Paulo : o tecer narrativo entre temporalidades.
Autor(es): Emery, Wanalyse Angélica Pontes
Orientador(es): Maia, Marta Regina
Palavras-chave: Comunicação em museus
Narrativa
Memória cultural
Data do documento: 2018
Membros da banca: Maia, Marta Regina
Leal, Paulo Roberto Figueira
Coelho, Priscilla Arigoni
Referência: EMERY, Wanalyse Angélica Pontes. Memorial da Resistência de São Paulo : o tecer narrativo entre temporalidades. 2018. 165 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.
Resumo: A presente pesquisa tem como objetivo compreender a potencialidade do processo de construção de sentidos apreendido no Memorial da Resistência de São Paulo, através do campo conceitual da narrativa. Um processo possuidor de lógica própria devido às especificidades museológicas da instituição. Sob tais aspectos, a pesquisa pretende criar, em meio a um estudo transdisciplinar entre os campos da Comunicação e da Museologia, uma análise hermenêutica e pragmática, estabelecendo as articulações entre os diversos fragmentos da memória e os sentidos construídos no cotidiano. Uma análise transversal que incide sobre o fenômeno comunicacional promovido através dos principais dispositivos interacionais do museu, respectivamente nas suas ações expositivas (exposição de longa duração), educativas (visitas mediadas) e culturais (Sábados Resistentes). Metodologicamente, a pesquisa se fez a partir do trabalho de campo, em meio à observação e coleta de fontes primárias – nove relatórios anuais, nove livros de visita, e duas entrevistas. Fontes que permitiram possibilidades interpretativas sobre os sujeitos agenciados e a constituição dos diferentes dispositivos interacionais, evidenciando a capacidade tentativa de comunicação do Memorial da Resistência com seu público. Condições que geraram uma pesquisa qualitativa relacionada aos sujeitos presentes no museu, em suas consonâncias e dissonâncias, tal como, ao próprio processo evolutivo da instituição, que vem se deslocando novamente de sentido. Um processo capaz de mostrar o amadurecimento do museu em sua capacidade de construir sentidos por meio de processos de interação, tentativos e adaptáveis. Um fenômeno comunicacional capaz de construir a memória, estabelecendo um conjunto de representações que possibilitam à construção de valores que atravessam temporalidades.
Resumo em outra língua: The present research aims to understand the potentiality of the process of sense construction seized in the Memorial of the Resistance of São Paulo. Through the conceptual field of narrative. A process that has its own logic due to the museological specificities of the institution. Under these aspects, the research intends to create, in the midst of a transdisciplinary study between the fields of Communication and Museology, a hermeneutical and pragmatic analysis, establishing the articulations between the various fragments of memory and the senses constructed in daily life. A transversal analysis that focuses on the communicational phenomenon promoted through the main interactive devices of the museum, respectively in its expositive actions (long term exposure), educational (mediated visits) and cultural (Resistant Saturdays). Methodologically, the research was done from field work, through observation and collection of primary sources - nine annual reports, nine visiting books, and two interviews. Sources that allowed interpretive possibilities on the subjects and the constitution of the different interactional devices, evidencing the attempt to communicate the Memorial of the Resistance with its public. Conditions that generated a qualitative research related to the subjects present in the museum, in their consonances and dissonances, as well as to the own evolutionary process of the institution, that is moving again of sense. A process capable of showing the maturation of the museum as its capacity to construct meaning through processes of interaction, tentative, and adaptive. A communicational phenomenon capable of constructing memory, establishing a set of representations that enable the construction of values that cross temporalities.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10164
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 16/08/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPGCOM - Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_MemorialResistênciaSão.pdf2,87 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons