Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10065
Título: Propriedades biológicas fundamentais de diferentes grupos genéticos do Trypanosoma cruzi, e avaliação inicial da investigação da expressão diferencial de proteínas associadas aos grupos genéticos TcI e TcII.
Autor(es): Oliveira, Maykon Tavares de
Orientador(es): Lana, Marta de
Borges, William de Castro
Palavras-chave: Doença de Chagas
Proteômica
Imunobiologia de protozoários
Data do documento: 2016
Membros da banca: Lana, Marta de
Silva, André Talvani Pedrosa da
Menezes, Evandro Marques de
Veloso, Vanja Maria
Silva, Rosiane Aparecida da
Referência: OLIVEIRA, Maykon Tavares de. Propriedades biológicas fundamentais de diferentes grupos genéticos do Trypanosoma cruzi, e avaliação inicial da investigação da expressão diferencial de proteínas associadas aos grupos genéticos TcI e TcII. 2016. 108 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2016.
Resumo: A Doença de Chagas (DCh) tem como agente etiológico o protozoário hemoflagelado Trypanosoma cruzi que apresenta grande diversidade genética, que por sua vez apresenta-se relacionada à diversidade biológica da espécie. Diversas estudo foram conduzidos ao longo do tempo, na tentativa de relacionar a variabilidade genética do T. cruzi com seus parâmetros biológicos resistência ao tratamento e as diferentes manifestações clínicas da DCh, mas até o presente momento sem sucesso. Sabendo-se da importância e necessidade de busca de novos alvos que possam responder a essas questões, a proposta desse projeto foi avaliar os parâmetros biológicos principais de seis amostras do T. cruzi, pertencentes a grupos genéticos distintos (TcI, TcII e TcVI), isoladas de pacientes chagásicos crônicos, apresentando formas clínicas distintas da DCh. Foram utilizadas ferramentas proteômicas para determinar o proteoma diferencial de duas amostras do T. cruzi (TcI e TcII) para verificar se há correlação entre o perfil proteico com os parâmetros biológicos, evolução da infecção em modelo murino e as formas clínicas da doença humana. Este trabalho avaliou ainda a biologia de todas as seis amostras em meio acelular (LIT), em células “Vero” e camundongos Swiss. Neste modelo animal foi também avaliada a resposta ao tratamento com o Nifurtimox nas fases aguda e crônica da infecção. O conjunto de dados biológicos tais como crescimento em meio acelular, infecção em meio celular e desenvolvimento da infecção em modelo murino, obtidos de cada amostra de T. cruzi revelou diferenças significativas entre os genótipos. Em relação à resposta ao tratamento etiológico, o critério de cura clássico (ELISA negativa), demonstrou cura em apenas 6,25% dos animais infectados e tratados na fase aguda (ITFA). Em contrapartida, quando foi adotado um critério mais recente (CF-AATV negativa), o índice de cura foi 10 vezes maior (62.5%), e os mesmos animais considerados curados por este segundo critério foram também negativos na qPCR em tecido cardíaco. Na fase crônica, nenhuma amostra foi curada considerando ambos os critérios de cura, e a qPCR no coração também foi positiva em todos os animais, confirmando a conhecida dificuldade de curar infecções crônicas. Os dados obtidos da proteômica das duas cepas (TcI e TcII) a partir das formas epimastigotas, demonstraram diferenças significativas na expressão diferencial de proteínas, principalmente em relação ao grupo proteico com função de resposta ao estresse. Dessa forma, pode-se cloncuir com esse trabalho, que a hipótese de correlação entre genética do T. cruzi com a biologia das amostras foi confirmada, e que é importante adotar metodologias mais atuais que antecipam a demonstração da cura parasitológica da DCh. Esse trabalho demonstrou ainda a importância de busca de alvos diferencialmente expressos no parasita que sirvam como marcadores de prognóstico da infecção experimental e da DCh humana.
Resumo em outra língua: Chagas disease (CD) has as etiologic agent the hemoflagellate protozoan Trypanosoma cruzi that presents great genetic diversity, which in turn is related to the biological diversity of the species. Several studies have been conducted over time as an attempt to correlate the genetic variability of T. cruzi with the main biological parameters, resistance to treatment and the different clinical manifestations of CD, but so far without success. Considering the importance and need of to search new targets that may answer these questions, the purpose of this project was to evaluate the main biological parameters of six samples of T. cruzi belonging to different genetic groups (TcI, TcII and TcVI), isolated from chronic chagasic patients with different clinical forms of the disease. Proteomics tools were used to determine the proteome of two different T. cruzi samples (TcI and TcII) to check for correlation between the protein profile with the biological parameters, resistance to treatment, course of the infection in mice and the clinical forms of human disease. This study also evaluated the biology of all six samples in acellular medium (LIT), "Vero" cells and Swiss mice. In this animal model it was also evaluated the response to treatment with Nifurtimox in the acute and chronic phases of the infection. The set of biological data, such as, growth in acellular medium, infection in "Vero"cells and evolution of the infection in mice obtained from each T. cruzi sample showed significant differences between the genotypes. Regarding the response to specific treatment, the classical criteria of cure (ELISA negative) showed cure in only 6.25% of the infected animals and treated in the acute phase (ITAP). In contrast, when a more recent criterion (FC-ALTA negative) was adopted, the cure rate was 10 times higher (62.5%). Interestingly, the same cured animals were also negative in qPCR in the heart. In the chronic phase it was not observed cure when both cure criteria were considered, and the heart was also qPCR negative in all animals, what confirms the known difficulty of to cure chronic infections. Data of proteomics obtained from epimastigotes of two samples (TcI and TcII) showed significant differences in the differential expression of proteins, especially in relation to the protein group with function of response to stress. Thus, it was possible to verify with this work that the hypothesis of correlation between T. cruzi genetics and the biology of the samples was confirmed, and that is important to use more current methodologies that anticipate the demonstration of parasitological cure of CD. This work also demonstrated the importance of to search targets differentially expressed in T. cruzi that work as prognostic markers of the experimental infection and human disease.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10065
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 01/06/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPCBIOL - Doutorado (Teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_PropriedadesBiológicasFundamentais.pdf2,02 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons