Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10064
Título: Potencial biotecnológico de bactérias associadas a plantas do Quadrilátero Ferrífero.
Autor(es): Felestrino, Érica Barbosa
Orientador(es): Moreira, Leandro Marcio
Palavras-chave: Bactérias promotoras de crescimento vegetal
Biocontrole
Biorremediação
Biofertilizantes
Data do documento: 2017
Membros da banca: Moreira, Leandro Marcio
Santos, Vera Lúcia dos
Fietto, Luciano Gomes
Cota, Renata Guerra de Sá
Silva, Silvana de Queiroz
Referência: FELESTRINO, Érica Barbosa. Potencial biotecnológico de bactérias associadas a plantas do Quadrilátero Ferrífero. 2017. 123 f. Tese (Doutorado em Biotecnologia) - Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Universidade Federal de Ouro Preto, Ouro Preto, 2017.
Resumo: A ciclagem de nutrientes, a promoção do crescimento de plantas, a biorremediação de ambientes poluídos e o controle biológico de pragas e doenças vegetais são algumas das funções que residem em meio à diversidade genética e metabólica dos microrganismos do solo e associados a plantas. O crescimento vegetal muitas vezes está relacionado à capacidade de alguns microrganismos solubilizarem fosfatos minerais ou outros nutrientes do solo e produzir ou aumentar a concentração de hormônios vegetais como ácido indol acético, ácido giberélico, citocininas e etileno ou ainda fixar nitrogênio associativamente. Alguns desses microrganismos controlam organismos fitopatogênicos provenientes do solo ou das sementes através da produção de sideróforos, 1,3-glucanase, quitinases, ácido cianídrico e antimicrobianos. Outros são responsáveis pela remediação de solos contaminados e assim permitem o crescimento de plantas em ambientes antes inóspitos. Sob tal perspectiva, o objetivo do trabalho foi isolar bactérias associadas a plantas do Quadrilátero Ferrífero (QF) e analisar o potencial biotecnológico relacionado à biofertilização, biocontrole e biorremediação. Dentre todas as plantas analisadas, um total de 307 bactérias foram isoladas, sendo muitas dessas capazes de produzir compostos classificados como promotores de crescimento vegetal. Algumas bactérias foram capazes de inibir patógenos humanos e de plantas. Do total, oito bactérias foram capazes de resistir e remediar ambientes contaminados com arsênio. Alcaligenes faecalis Mc250 foi um dos isolados que apresentou destacado potencial biorremediador, resistindo a 5 e 800mM de arsenito e arsenato, respectivamente, além de remover mais de 50% desse metal do meio. Análises genômicas desse isolado comprovaram suas adaptações ao ambiente hostil de origem. Os resultados demonstram a importância biológica de plantas brasileiras do QF como reservatórios de microrganismos com potencial biotecnológico.
Resumo em outra língua: Nutrient cycling, plant growth promotion, bioremediation of polluted environments and the biological control of pests and plant diseases are some of the functions that reside in the genetic and metabolic diversity of soil microorganisms and associated with plants. Plant growth is often related to the ability of some microorganisms to solubilize mineral phosphates or other nutrients in the soil and to produce or increase the concentration of plant hormones such as indole acetic acid, gibberellic acid, cytokinins and ethylene, or to fix nitrogen associatively. Some of these microorganisms control phytopathogenic organisms from soil or seeds through the production of siderophores, 1,3-glucanase, chitinases, hydrocyanic acid and antimicrobials. Others are responsible for the remediation of contaminated soils and thus allow the growth of plants in previously inhospitable environments. From this perspective, the objective of this work was to isolate bacteria associated with plants from Iron Quadrangle (IQ) and analyze the biotechnological potential related to biofertilization, biocontrol and bioremediation. Of all the analyzed plants, a total of 307 bacteria were isolated, many of them capable of producing compounds classified as plant growth promoters. Some bacteria were able to inhibit human and plant pathogens. Of the total, eight bacteria were able to resist and remediate environments contaminated with arsenic. Alcaligenes faecalis Mc250 was one of the isolates that presented a remarkable bioremediation potential, resisting 5 and 800mM of arsenite and arsenate, respectively, besides removing more than 50% of this metal from the medium. Genomic analyzes of this isolate proved their adaptations to the hostile environment of origin. The results demonstrate the biological importance of Brazilian plants of IQ as reservoirs of microorganisms with biotechnological potential.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Biotecnologia. Núcleo de Pesquisas em Ciências Biológicas, Pró-Reitoria de Pesquisa de Pós Graduação, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10064
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 27/06/2017 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPBIOTEC - Doutorado (teses)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TESE_PotencialBiotecnologicoBactérias.pdf4,75 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons