Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10038
Título: As memórias de Bento : representações pela nostalgia no jornal A Sirene – Para não Esquecer.
Autor(es): Ferreira, Lídia Helena da Silva
Orientador(es): Rodrigues, Hila Bernadete Silva
Palavras-chave: Narrativas pessoais
Memória coletiva
Bento Rodrigues - Mariana - MG
Data do documento: 2018
Membros da banca: Rodrigues, Hila Bernadete Silva
Mafra, Rennan Lanna Martins
Tavares, Frederico de Mello Brandão
Referência: FERREIRA, Lídia Helena da Silva. As memórias de Bento : representações pela nostalgia no jornal A Sirene – Para não Esquecer. 2018. 121 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) – Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto, Mariana, 2018.
Resumo: O presente trabalho tem como objetivo demonstrar como se revelam as recordações e de que forma a nostalgia é representada e transportada para as páginas do jornal A Sirene – Para não Esquecer. Partimos dos estudos sobre a contemporaneidade até chegar às reflexões sobre a cidade e suas lembranças e a compreensão da memória individual e da memória coletiva. Elegemos a nostalgia como ferramenta analítica para compreender os processos plurais que nos levam a formação de sentimentos sobre um lugar, um objeto, uma pessoa, um momento. Como metodologia, tomamos como base a Cartografia dos Afetos e propomos uma Cartografia das Recordações, com o intuito de viabilizar a passagem dos afetos e, a partir da análise das narrativas, criar uma nova linguagem para falar dessa experimentação afetiva. A partir da cartografia proposta criamos dois mapas nostálgicos: A Permanência e O Atravessar, que nos permitiram maior compreensão da relação do homem com o tempo, das diferentes formas de se falar do passado e, principalmente, entender o jornal como elemento de transformação e resistência.
Resumo em outra língua: This study treats nostalgia and its plurality of affections. We start from the contemporaneity, we have arrived to the city until the comprehension of individual memory and collective memory. Therefore, we examine the memories that allowed us to map and understand how nostalgia makes presence in photographic and textual narratives from the local newspaper "A Sirene - Para não Esquecer" (The Siren - Not to Forget). Our aim is to demonstrate how these memories are revealed and in which ways nostalgia is represented and transported to the pages of the newspaper. As a methodology, we take Affection Cartography as a base to propose a Memory Cartography, with the purpose of opening passages for the affections and, after the narrative analysis, to create a new language, based on nostalgia, to speak of that affective experimentation. We propose the creation of two nostalgic maps: The Permanence and The Throught. The analyzes has allowed us to increase the comprehension of mankind's relationship with time, the different ways of speaking about the past and, mainly, to understand the newspaper as a transformation element.
Descrição: Programa de Pós-Graduação em Comunicação. Instituto de Ciências Sociais e Aplicadas, Universidade Federal de Ouro Preto.
URI: http://www.repositorio.ufop.br/handle/123456789/10038
Licença: Autorização concedida ao Repositório Institucional da UFOP pelo(a) autor(a) em 28/06/2018 com as seguintes condições: disponível sob Licença Creative Commons 4.0 que permite copiar, distribuir e transmitir o trabalho desde que sejam citados o autor e o licenciante. Não permite o uso para fins comerciais nem a adaptação.
Aparece nas coleções:PPGCOM - Mestrado

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
DISSERTAÇÃO_MemóriasBentoRepresentações.pdf5,23 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciado sob uma Licença Creative Commons Creative Commons